Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

CAN’2021: Equipa médica aguarda pelos testes PCR negativos dos atletas infectados por covid-19

Cidade da Praia, 06 Jan (Inforpress) – A equipa médica da selecção de Cabo Verde de futebol conta ter alguns dos jogadores infectados por covid-19, que ficaram retidos no país, recuperados nos próximos dias para o CAN’2021, mediante resultados de testes PCR negativos.

O responsável clínico dos Tubarões Azuis, nome por que é conhecida a selecção de Cabo Verde, avançou à imprensa que se prevê a realização de novos testes de despistagem ao quinto dia, prognosticando que alguns consigam ter resultados negativos mas que outros terão de aguardar mais dias para se libertarem.

“Todos eles, a partir do momento em que são libertados estão em condições de integrar a selecção. Claro que depois disso fizemos uma avaliação médica e daqueles que foram liberados não há problema nenhum”, explicou Humberto Évora, admitindo, entretanto, que o processo da recuperação dos jogadores infectados com a covid-19 “não é fácil”.

Este especialista considerou que a recuperação ao covid-19 “é um trabalho árduo porque em alta competição os atletas necessitam de ter treinos intensos diários e com alta velocidade”, enquanto foram obrigados a passar um tempo de relativo distanciamento físico.

O seleccionador principal Pedro Brito “Bubista”, o capitão Marco Soares, os guarda-redes Vozinha e Keven Gomes, o defesa central Ponck e os avançados Lisandro Semedo e Willis Furtado são os atletas que ficaram retidos em terra a aguardar pelos PCR negativos.

A Federação Cabo-verdiana de Futebol já está no terreno a tratar da logística para colocar os jogadores nos Camarões, assim que foram considerados aptos a integrarem a comitiva, e já está praticamente delineado o melhor itinerário possível que, do ponto de vista teórico, encerra menos riscos possíveis.

O presidente da FCF, Mário Semedo, disse que depois de muitas dores de cabeça, parte da verba do Governo para custear esta presença de Cabo Verde no CAN já está transferida para as contas federativas e que aguarda pela outra tranche.

Cabo Verde estreia-se a 09 do corrente em Yaoundé na 33ª edição do CAN ante a Etiópia, em jogo do Grupo A.

SR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos