Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Campanha de desparasitação das crianças do pré-escolar ao 6º ano acontece durante toda a semana

Cidade da Praia, 03 Dez (Inforpress) – A campanha de desparasitação das crianças do pré-escolar ao 6º ano do ensino básico, que arrancou hoje, vai decorrer durante a semana e em todo o território nacional, anunciou a coordenadora do Programa Nacional Escolas Promotoras de Saúde.

Maria Tereza Morais disse à Inforpress, que a desparasitação, além de outras estratégias de intervenção, é uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), no sentido de diminuir a mortalidade infantil por certas doenças, como a diarreia.

“É uma campanha nacional, na qual utilizamos a distribuição de comprimidos para reduzir a infecção dos parasitas intestinais. Em princípio, vai acontecer durante toda semana, mesmo tendo alguns concelhos que deverão iniciar somente amanhã”, explicou.

A campanha de desparasitação, uma iniciativa do Ministério da Saúde e da Segurança Social e o Ministério da Educação, acontece desde 2007, sendo que anteriormente era efectuada duas vezes ao ano, foi “reduzido” por um único período, “devido a redução” de crianças afectadas pelos parasitas em Cabo Verde.

“Normalmente, acontece a esta altura, devido ao período das aulas, mas não tem que ser necessariamente assim. Alguns estudos mostraram a redução de crianças afectadas, o que fez com que reduzíssemos a frequência para uma vez ao ano”, indicou, revelando que em 2019 será realizado um novo estudo, para avaliar o ponto da situação.

De acordo com uma nota do Governo, em todo mundo há cerca de um bilhão e meio de pessoas infectadas com helmintos (parasitas intestinais) transmitidos pelo solo e metade delas são crianças.

Por outro lado, essas doenças podem ser prevenidas e combatidas através de algumas medidas de saúde pública comprovadas, de baixo custo e efectivas, destacando-se o saneamento básico, a higiene do meio, a educação para a saúde e as medidas antiparasitárias.

HR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos