Câmara Municipal da Praia vai implementar agricultura em caixa para disponibilizar aos munícipes

 

Cidade da Praia, 18 Abr (Inforpress) – A Câmara Municipal da Praia (CMP) está a ultimar um projecto que visa disponibilizar aos munícipes, agricultura em caixa, a partir da próxima Feira das Plantas Ornamentais que acontece no final do ano, na Cidade da Praia.

Conforme explicou a engenheira do Centro de Educação Ambiental da CMP, Teresa Tavares, a iniciativa se insere na segunda fase do projecto “Agricultura Urbana e Periurbana”, financiado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), no valor de 265 mil dólares (cerca de 40 mil contos) e que beneficia, para além do concelho da Praia, também Mindelo (São Vicente), Espargos (Sal), e Porto Novo (Santo Antão).

“A segunda fase do projecto vai focar-se na feitura da agricultura em caixas, em que a câmara municipal quer produzir e pô-las em exposição/venda, porque sabemos que os terrenos para o cultivo na Cidade da Praia são muito escassos, mas todas as pessoas têm um terraço, uma varanda ou um quintal onde podem colocar essas caixas”, explicou.

Para além de colocar à venda essas caixas, a responsável revelou que instituições de cariz social serão beneficiadas com o projecto, sendo que neste momento já foram identificadas algumas, entre elas o Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA) e a Associação Orlando Pantera.

Teresa Tavares frisou que quem adquirir esse tipo de agricultura, vai poder dar continuidade, sem pôr em causa o código de postura municipal e sem muito custo, já que a partir do momento em que é produzida, só vai precisar de água.

Batata, beringela, frutas ou qualquer outro produto podem ser produzidos em pequenas caixas, o que, conforme a engenheira, torna possível promover um “ambiente sã e uma qualidade alimentar mais saudável”, assegurando assim a segurança alimentar das famílias, não só em quantidade, mas também em qualidade.

Em relação a pesticida, Teresa Tavares salientou que a Câmara Municipal da Praia está no terreno a fazer divulgação do uso de pesticidas orgânicas caseira, que não põem em risco a saúde da população, que são “muito fáceis de fazer”, com cebola, alho e vinagre, ou ainda com folha de tendente.

O projecto “Agricultura Urbana e Periurbana” visa melhorar a dieta das pessoas e garantir a segurança alimentar, mas também proporcionar geração de renda às famílias de baixa renda, assim como assegurar um abastecimento constante de produtos frescos que atendam às necessidades nutricionais das populações urbanas a um preço acessível.

DR/FP

Inforpress/Fim

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos