Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Câmara Municipal da Brava identifica 20 habitações para reabilitação em parceria com Governo

Nova Sintra, 16 Fev (Inforpress) –  A Câmara Municipal da Brava já tem identificado 20 habitações a serem reabilitadas à luz do contrato-programa e o memorando assinado com o Ministério das Infra-estruturas, do Ordenamento do Território e Habitação orçado em 19.800.000$00.

A informação foi avançada à Inforpress pelo presidente da câmara da Brava, Francisco Tavares, concretizando que as obras nas 20 habitações seleccionadas iniciarão imediatamente após a entrada da primeira tranche do financiamento.

O contrato-programa foi assinado na sexta-feira, 15, com o Governo, através do Ministério das Infraestruturas do Ordenamento do Território e Habitação, no âmbito do Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRRA), eixo reabilitação de habitações, no montante de 19.800.000$00.

Além das 20 já seleccionadas, Francisco Tavares explicou que mais outras 60 habitações estão sendo alvo de visitas de técnicos da autarquia, para efeito de orçamento e clarificação das reais necessidades de intervenções.

“O processo ficará completo ainda este mês e pretendemos iniciar as obras em Março”, juntou a mesma fonte.

Daí, perante estes dois financiamentos, o presidente da câmara “estar certo” de que com as contribuições e financiamentos extras da própria câmara, dos beneficiários e uma “gestão rigorosa”, pode-se atingir cerca de 200 habitações de famílias de baixa renda, em todas as localidades da ilha.

A fonte adiantou ainda que no início do mês de Março a autarquia vai assinar outro contrato programa com o Ministério das Infra-estruturas, do Ordenamento do Território e Habitação, também no âmbito do PRRA, para o financiamento de intervenções na requalificação urbana, mais propriamente em arruamentos nas zonas de Cova Rodela, Cachaço, Esparadinha, Lém e Nova Sintra.

Segundo Francisco Tavares será possível obter “um pacote maior”, que até finais de 2020 permitirá fazer arruamentos em outras localidades como Mato, Campo Baixo, Furna em Pedra Molar, na Vila de Nossa Senhora do Monte.

“Neste momento estamos a vivenciar algo extraordinário na relação Governo/autarquia local, e os beneficiários locais são as famílias”, concluiu o autarca.

MC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos