Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Câmara de São Miguel inaugura matadouro e promete construir pequenas instalações para abete em outras localidades

Calheta, São Miguel, 24 Jul (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal de São Miguel inaugurou o matadouro municipal no bairro de Monte Terra e prometeu construir em parceria com o Governo “pequenos matadouros” para garantir a segurança alimentar e incentivar o sector pecuário.

Herménio Fernandes, que falava esta sexta-feira, no acto da inauguração deste açougue público, numa cerimónia co-presidida pelo secretário de Estado da Economia Agrária, Miguel da Moura, apontou Flamengos, Pilão Cão, Achada Bolanha e Ribeira de Principal como localidades que vão albergar pequenas instalações para abate e que vão funcionar em rede com o empreendimento, ora inaugurado.

A infra-estrutura, reabilitada em parceria com o Ministério da Agricultura e Ambiente, passou de um espaço “totalmente degradado” para um espaço moderno, totalmente equipado, e que segundo a autarquia cumpre com todas as recomendações de segurança sanitária e ainda com duas salas disponíveis para um veterinário/inspector permanente e responsável do espaço.

Na ocasião, o autarca micaelense considerou o equipamento de “importante” para o município, em particular para a cidade de Calheta, isto porque, segundo ele, vai dinamizar o sector pecuário e do abate e ainda dignificar a actividade profissional dos açougueiros.

Acrescentou ainda que a reabertura deste espaço visa ainda combater o abate clandestino o que impactua negativamente na saúde pública e segurança alimentar dos consumidores do município e não só.

Lembrou que antes da reabertura do matadouro, os açougueiros receberam formação e ainda têm á disposição meios de mobilidade (uma viatura frigorífica) que irá ligar o matadouro ao mercado com “toda a segurança sanitária e qualidade”.

E tendo em conta que, segundo ele, o município que dirige ambiciona atingir os Objectivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), assegurou que este equipamento vai ao encontro dessa ambição, sobretudo os números 6 e 8, ou seja, água e saneamento com qualidade para todos e trabalho decente e crescimento económico, respectivamente.

O chefe do executivo municipal pediu aos açougueiros para cuidarem da infra-estrutura, ora inaugurada, e ainda para trabalharem em parceria com a equipa de fiscalização da câmara e gestão do empreendimento.

Por sua vez, Miguel da Moura disse que o espaço está devidamente compatibilizado com o que está inscrito no programa do Governo, que é criar condições lá onde as pessoas residem para que possam tirar melhor proveito do ambiente onde vivem, dos serviços e da economia.

E tendo em conta, que todas as condições estão criadas, avançou que a mesma vai ser certificada brevemente para que a carne saída de São Miguel tenha a “marca de qualidade”.

Nataniel de Pina, que falou em nome dos açougueiros na cerimónia de inauguração, lembrou que mesmo sem um local próprio para o abate, sempre se preocupou com a saúde pública, por isso não tem dúvidas que agora estando num local “condigno” vai continuar a fornecer aos seus clientes “carne de qualidade”.

Também, na sexta-feira, Câmara Municipal de São Miguel inaugurou as ruas de Ponta Verde, no âmbito do plano de mitigação do Governo, que segundo Herménio Fernandes, vão levar “qualidade de vida e auto-estima” aos residentes.

Já, este sábado, sob a prerrogativa de criar espaços jovens em todos os municípios, a edilidade procede à inauguração do espaço jovem de Achada do Monte.

FM/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos