Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Câmara de Santa Cruz e ARME assinam protocolo para implementação da toponímia e endereço municipal (c/áudio)

Pedra Badejo, 13 Jul (Inforpress) – A Câmara Municipal de Santa Cruz e a ARME assinaram hoje um protocolo que visa implementar naquele município do interior de Santiago um sistema de toponímia e endereço municipal, alinhado com o código postal de Cabo Verde.

O acordo foi rubricado hoje no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Santa Cruz, pelo presidente da Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME), Isaías Barreto, e pelo presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, Carlos Silva.

Na ocasião, Isaías Barreto explicou que o protocolo de parceria, ora assinado, tem como objectivo principal a realização de um “trabalho conjunto” nas questões relacionadas com o código postal e toponímia.

Lembrou que Cabo Verde já conta com um novo código postal em vigor e um portal (www.codigopostal.cv), onde qualquer pessoa pode aceder para saber qual é o código postal da sua localidade.

Entretanto, defendeu que o código postal só vai ter uma utilização “mais plena e efectiva”, quando em todos os municípios do país tiverem nomes de ruas e de portas.

A este propósito, Isaias Barreto lembrou que a ARME está em diálogo com todos os municípios para que possam resolver a questão da toponímia a nível nacional.

É que, segundo ele, nomes de ruas e número de portas vão facilitar o comércio electrónico, o trabalho de vários operadores do sector de energia e de água, e de vários operadores económicos.

Por sua vez, o autarca santa-cruzense disse que tendo em conta que a câmara tem em curso um programa de requalificação urbana e ambiental “ambicioso”, justifica a implementação da toponímia e endereço municipal, alinhado com o código postal de Cabo Verde.

É que, conforme sustentou, a pandemia de covid-19 veio provar que mais do que nunca há necessidade da implementação desse instrumento, que informou vai permitir que os santa-cruzenses a partir das suas casas solicitem um serviço que vai ser prestado na própria residência.

Não obstante estarem todas as condições criadas para a implementação desse sistema em Santa Cruz, Carlos Silva informou que vão dar início pela cidade de Pedra Badejo, mormente no bairro de Achada Fátima e no centro histórico, que já receberam nomes de Amílcar Cabral e Pedro Pires, respectivamente.

Paralelamente a assinatura do protocolo a ARME reuniu-se com os operadores económicos para a apresentação pública dos regulamentos das relações comerciais do sector eléctrico e das relações comerciais do sector de água e saneamento.

FM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos