Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Câmara de Santa Catarina apela munícipes a assumirem as suas responsabilidades para com o ambiente

Assomada, 08 Jun (Inforpress) – O vereador do Ambiente e Saneamento da Câmara Municipal de Santa Catarina (Santiago) apelou hoje aos munícipes a assumirem as suas responsabilidades para com o ambiente, sobretudo no que diz respeito ao cuidado e tratamento dos resíduos sólidos.

Vladmir Brito lançou esse repto quando falava hoje em declarações à Inforpress, à margem de uma marcha denominada “marcha pelo ambiente”, organizada pela edilidade santa-catarinense, em comemoração ao Dia Mundial do Meio do Ambiente, assinalado a 05 de Junho.

“O objectivo dessa marcha é o de mostrar as pessoas que a responsabilidade ambiental não é apenas do Governo e da câmara municipal, mas sim de todos. É claro que nós, enquanto autoridade, temos algumas obrigações a cumprir para que as pessoas possam senti-las, para que possam fazer a sua parte”, disse.

Tendo em conta que o “ambiente é de todos”, o autarca defendeu que todos devem e podem trabalhar para melhorá-lo.

Em Santa Catarina, conforme fez saber, de momento, a “maior preocupação” prende-se com a lixeira municipal de Achada Santa Catarina, situada na localidade de Ribeira da Barca.

A propósito, o responsável reiterou que a selagem da lixeira municipal só vai ser possível com a entrada efectiva do aterro sanitário de Santiago, ou seja, a partir do momento em que o município começar a depositar os seus resíduos sólidos naquela estrumeira.

Ademais, o vereador do Ambiente e Saneamento informou que a autarquia tem levado a cabo trabalho de consciencialização e sensibilização para que as pessoas possam dar mais e melhor tratamento aos resíduos sólidos.

Relativamente ao serviço de recolha de resíduos sólidos, Vladmir Brito reconheceu ganhos, mas no entanto admitiu que ainda não alcançaram o patamar que Santa Catarina merece.

A “marcha pelo ambiente” levou alunos do Ensino Básico Obrigatório e Ensino Secundário, professores, desportistas, activistas sociais e ambientais e funcionários da Câmara Municipal de Santa Catarina às principais artérias da cidade de Assomada.

FM/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos