Câmara da Praia vai criar equipas para agir na prevenção em caso de previsão de chuvas fortes

 

Cidade da Praia, 24 Ago (Inforpress) – A Câmara Municipal da Praia (CMP) vai criar equipas  integradas por elementos de várias instituições, visando agir na prevenção, em caso de uma previsão de chuvas fortes, na capital do país, informou hoje na Praia, a edilidade.

O anúncio foi feito pelo vereador da área de Protecção Civil da CMP, António Lopes da Silva, no final de um encontro com várias instituições ligadas ao sector, com o objectivo de afinar a estratégia de intervenção em caso de uma previsão de chuva para além do normal e que poderá criar situações embaraçosas no município.

“Vamos criar três equipas e a cada uma saberá, em caso de alerta por parte do Instituto Nacional Meteorológico e Geofísica (INMG), saber como intervir e em que zona vai transportar as pessoas em situação de risco, evitando perdas de vidas humanas”, sublinhou o vereador da CMP.

A equipa é constituída pela autarquia da capital, Protecção Civil, Forças Armadas, Polícia Nacional (PN), Bombeiros, Cruz Vermelha, entre outras instituições ligadas ao sector da Protecção Civil.

Segundo António Lopes da Silva, “o importante” é que haja, entre as equipas, uma articulação que permita “o espírito de entreajuda”, em caso de previsão de chuva para além do normal, para que as pessoas sejam transportadas para locais “mais seguros”, evitando, assim, “maiores constrangimentos”.

“Vamos acompanhar a previsão do tempo e, dependendo do alerta do INMG, as equipas vão agir na prevenção, transportando as pessoas para locais seguros”, disse o António Lopes da Silva , que garantiu que a CMP já identificou locais seguros para alojar eventuais deslocados, nomeadamente escolas e casas de vizinhos que estejam bem mais estruturadas.
Na ocasião, o vereador disse também que , contrariamente ao que muitas pessoas dizem, a Cidade da Praia não está preparada para “as fortes chuvas.

O autarca informou ainda que a CMP já identificou também as pessoas que habitam em locais inseguros e que serão convidadas a deixar as suas casas.
“Já arranjamos casas alugadas pela CMP para as pessoas ficarem alojadas”, anunciou.

O encontro entre a CMP e as várias instituições ligadas ao sector da Protecção Civil serviu também para socializar os resultados da primeira fase de preparação da época da chuva, explicou o vereador aos jornalistas.

Após o encontro , os participantes visitaram os principais bairros de assentamentos informais da Cidade da Praia, nomeadamente Plateau, Jamaica, Água Funda, Castelão, Lém Ferreira, Vila Nova, Safende (Ribeira d’Água), São Pedro Latada, Pensamento, Achadinha; Várzea (Madjana/Santaninha-Santa Rosa), Bela Vista/Alto da Glória.

JL/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos