Câmara da Praia leva Feira de Animais a São Martinho Pequeno como forma de fomentar agropecuária na localidade

Cidade da Praia, 11 Set (Inforpress) – A Câmara Municipal da Praia (CMP) está a promover, hoje, a sua primeira Feira de Animais em São Martinho Pequeno com o intuito de promover a agropecuária e fomentar o agronegócio nessa localidade.

Em declarações à Inforpress, o director da Cultura e Economia Criativa da CMP, Adilson Spínola, começou por dizer que São Martinho Pequeno é uma localidade onde há muita criação de animais e, por isso, a câmara municipal, logo à primeira, tentou abraçar esta comunidade no sentido de fomentar a agropecuária nesta comunidade.

“É uma das comunidades onde vemos que há diversidades de criação de animais, onde também deparamos com o fenómeno de animais soltos e esta feira tem uma vertente que é a sensibilização com o Código de Postura do Município para mostrar que o animal solto pode resultar em coima para o dono e também afectar a questão da saúde pública”, afirmou.

Segundo este responsável, muitas vezes os criadores criam os animais nas suas próprias casas e, tendo animais soltos indo para o lixo e depois regressando para casa, há o risco de levarem doenças para a família que vive naquela moradia.

“Então é uma das formas de sensibilizar e combater a questão de animais soltos que temos no município da Praia. Quando combatemos e sensibilizamos, temos também de fomentar a economia na comunidade. A agropecuária é uma área que, se for organizada de uma melhor forma, terá um potencial forte para a família”, defendeu.

Adilson Spínola explicou, igualmente, que há três formas de criarem animais, sendo elas o costume, o religioso e a criação para a venda e que a câmara municipal pretende trabalhar no sentido de minimizar os constrangimentos verificados precisamente junto daquelas pessoas que criam animais para vender.

“Depois desta primeira feira vamos direccionar-nos para outras edições em São Filipe, São Francisco, Caiada e Palmarejo Grande, por exemplo, tentar em todas as comunidades onde há criadores, fomentar a agropecuária no município da Praia”, frisou.

Nesta primeira edição há cerca de 15 expositores e criadores.

GSF/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos