Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo-verdianos confiam cada vez menos na Polícia – estudo

Cidade da Praia, 02 Mar (Inforpress) – Os cabo-verdianos confiam cada vez menos na Polícia enquanto entidade responsável pela garantia da segurança, conforme resultados do estudo, divulgado hoje, sobre a qualidade de democracia e boa governação, realizado pela Afrosondagem e Afrobarómetro em 2020.

De acordo com dados do subtema “segurança do país” a proporção dos cabo-verdianos que dizem não confiar ou confiam pouco na polícia tem aumentado, tendo passado dos 40 por cento (%) em 2014, para 45% em 2019 e para 51% em 2020.

Da mesma forma diminuiu a proporção dos cabo-verdianos que dizem confiar razoavelmente ou muito na polícia, que passou dos 56% em 2014 para 47% no último estudo.

De acordo com o director-geral da Afrosondagem, José Semedo, o estudo avaliou também a percepção dos cabo-verdianos relativamente à sua segurança dentro do próprio bairro ou se tem medo de crimes dentro da própria casa.

“Se analisarmos os dados comparativos 2014, 2017, 2019/20 notamos que a maior parte dos cabo-verdianos dizem que nunca se sentiram inseguros no seu próprio bairro. Em 2014 foi de 85%, em 2017 foi 77% e temos 57% actualmente. Há uma diminuição gradativa comparativamente aos outros anos, mas mesmo assim a maioria continua a sentir-se seguros a caminhar dentro do seu próprio bairro”, explicou em declarações divulgadas hoje pela RCV.

Aos cabo-verdianos foram perguntados também se tiveram medo de crime dentro da própria casa, com a maioria dos entrevistados (85% em 2014, 58% em 2017 e 63% em 2020) a afirmarem que nunca tiveram medo.

O estudo avaliou também a correlação entre o medo e a política, ou seja, aos cabo-verdianos foram questionados se tiveram medo de violência numa manifestação política ou protestos públicos.

Segundo José Semedo, também nesse quesito a maioria (85%) declarou que nunca teve medo numa situação de participação numa manifestação política ou num protesto público.

“Cerca de 09% disseram que tiveram medo, mas nunca experimentaram uma situação de violência numa manifestação política e somente 01% confirmou ter experimentado uma situação de violência”, apontou.

O estudo, que foi realizado com base no inquérito realizado de 09 a 21 de Dezembro de 2019, avaliou também a confiança nas instituições e desempenho das entidades eleitas e os resultados indicam também que nesse aspecto os cabo-verdianos regredirem nas suas posições, penalizando a actuação dos políticos.

MJB/HF

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos