Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde vende acções na distribuidora petrolífera Enacol

Praia, 20 Nov (Inforpress) – O Governo vai iniciar na quarta-feira o processo de venda da participação de 2,1% que detém na distribuidora de combustíveis Enacol, detida pelas petrolíferas portuguesa Galp e angolana Sonangol.

Uma nota do Governo indica que a participação estatal na Empresa Nacional de Combustíveis (Enacol) será alienada através de uma Oferta Pública de Venda, numa operação que será apresentada quarta-feira, na Bolsa de Valores de Cabo Verde.

A Enacol, criada em 1979, é actualmente participada em 48,3% pelo grupo português Galp, em 38,7% pela Sonangol Cabo Verde e, além do Estado cabo-verdiano, em 10,9% por outros pequenos accionistas.

De acordo com o último relatório e contas da empresa, a Enacol apresentou um resultado líquido de 841,9 milhões de escudos (7,6 milhões de euros), um aumento de 20% face aos resultados de 2017, enquanto os resultados operacionais cresceram 30%, para 16.965 milhões de escudos (153 milhões de euros).

O capital social da Enacol é de um 1.000 milhões de escudos (nove milhões de euros), representado por um milhão de acções, com um valor nominal de 1.000 escudos (nove euros).

A posição do Estado na Enacol, de 2,1%, está assim avaliada em 21 milhões de escudos (190.000 euros), representativa de 21.000 acções.

Em todo o ano de 2018, a Enacol vendeu 243.430 toneladas de produtos petrolíferos, um aumento de 7% no espaço de um ano, correspondente a uma quota de mercado que desceu 1,4 pontos percentuais, para 52,5%.

“Esta quebra na quota de mercado é justificada pelo desempenho no mercado interno, mais concretamente pela diminuição das vendas de ‘fuel oil’ para o sector de produção de água e energia”, lê-se no relatório.

Segundo o mesmo documento, no final de 2018 a empresa tinha 35% do capital – equivalente a 350.000 acções, incluindo a participação estatal – em regime de transição livre.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos