Cabo Verde vai ter administrador para o Banco Mundial em Washington

Cidade da Praia, 25 Abr (Inforpress) – Cabo Verde vai ter um administrador para o Banco Mundial em Washington, segundo avançou hoje o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, que considera este um grande activo em termos de notoriedade e de promoção da imagem do país.

Segundo uma publicação de Olavo Correia, esta é uma das decisões saídas das Reuniões de Primavera do Banco Mundial e do FMI, que aconteceram na última semana em Washington, das quais participou.

“É dos cargos mais importantes que o País irá ocupar nos próximos tempos, ao nível internacional, e representa um grande activo em termos de notoriedade e de promoção da imagem do País”, enalteceu o governante.

Para o vice-primeiro-ministro, ministro das Finanças e Fomento Empresarial, o administrador de Cabo Verde para o Banco Mundial será “um dos cargos mais importantes” que o arquipélago irá ocupar nos próximos tempos, por ser um cargo dos mais altos da hierarquia dessa instituição internacional.

“Cabo Verde vai ter o direito de colocar no Banco Mundial, a partir de Novembro deste ano, um administrador substituto que vai estar no Board da instituição e que vai representar 23 países onde Cabo Verde faz parte. Será administrador substituto durante dois anos, e depois desse período, ele será administrador executivo”, explicou.

O Governo, conforme a mesma fonte, ambiciona ter o melhor quadro no Board do Banco Mundial, onde estão todos os países e as melhores competências desses países.

“Vamos ter tempo até essa altura para indicarmos um bom nome. Eu diria um excelente nome. O cabo-verdiano melhor preparado para representar o Governo de Cabo Verde, mas também os demais 22 países que fazem parte do nosso grupo”, perspectivou.

ET/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos