Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde vai assinar proximamente um protocolo de facilitação de negócios com a Espanha

 

Cidade da Praia, 01 Ago (Inforpress) – O Governo de Cabo Verde vai assinar um protocolo de facilitação de negócios com a Espanha e demais Estados da União Europeia, anunciou hoje o Ministro dos Negócios, Estrangeiros e das Comunidades, Luis Filipe Tavares.

O anuncio foi feito na cerimónia de empossamento dos novos embaixadores de Cabo Verde em Espanha e no Senegal, Manuel Ney Cardoso, e Inácio Felino Carvalho, respectivamente.

O governante disse que com Espanha vai-se trabalhar num seminário de cooperação para juntos definirem as novas áreas de cooperação e sobretudo na forma de atrair mais investimentos espanhol para Cabo Verde.

“Nós vamos assinar um protocolo de facilitação de investimentos com a Espanha e os demais 26 membros da União Europeia no quadro do pilar investimento, crescimento e emprego, introduzido recentemente na parceria especial”, disse.

Por isso mesmo, considerou que a missão do novo embaixador de Cabo Verde no Reino de Espanha, Manuel Ney Cardoso, é de extrema importância, já que conforme salientou, para além de ser “um excelente parceiro político”, Espanha é também um importante parceiro económico.

“Há uma vontade inequívoca do Governo espanhol em estreitar as relações económicas e comerciais com Cabo Verde. Espanha para além de ser um parceiro político, hoje é um importante parceiro económico de Cabo Verde. Grande parte das nossas exportações vão para Espanha e grande parte das nossas importações são provenientes da Espanha”, adiantou.

Luís Filipe Tavares lembrou também que na área do conhecimento científico há a possibilidade de formação de quadros cabo-verdianos ao mais alto nível naquele país.

“Espanha é um parceiro identificado para o efeito. Tem uma belíssima escola nacional de administração na qual contamos também colocar alguns jovens cabo-verdianos”,  perspectivou.

Ao novo embaixador no Senegal, Inácio Felino Carvalho, o ministro deixou também o desafio de trabalhar na atração de investimento directo estrangeiro africano para Cabo Verde, resolver os problemas da nacionalidade de cidadãos cabo-verdianos que residem em Dakar e servir de ponte para garantir uma melhor integração de Cabo Verde na CEDEAO.

“Nós queremos fundamentalmente atrair, a partir do Senegal, mais investimento directo africano, de forma particular dos países da CEDEAO…Nós queremos que haja uma melhor integração de Cabo Verde na nossa comunidade, porque nós queremos discutir e negociar um estatuto especial para Cabo Verde e trabalharmos para garantir uma plena integração económica na Comunidade´”, disse o ministro.

Até a instalação da Embaixada de Cabo Verde em Abuja, que segundo disse, é uma prioridade do Governo, o novo embaixador no Senegal vai ter que fazer a ponte com os organismos da CEDEAO.

Inácio Felino Carvalho é diplomata de carreira, já foi Cônsul Geral de Cabo Verde no Reino dos Países Baixos, encarregado de Negócios na Suécia e conselheiro diplomático do primeiro- ministro.

O novo embaixador de Cabo Verde no Reino de Espanha, Ney Cardoso é também diplomata de carreira. Esteve na Missão Permanente de Cabo Verde em Nova York e foi director nacional dos Assuntos Políticos e de Cooperação nos últimos anos.

MJB/FP

Inforpress/fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos