Cabo Verde vai acolher o III Simpósio Germano-Cabo-Verdiano de Energia no mês de Maio

 

Cidade da Praia, 12 Abr (Inforpress) – Cabo Verde vai acolher no mês de Maio próximo, o III Simpósio Germano-Cabo-Verdiano de Energia, que contará com a participação de uma missão empresarial alemã, informou hoje na Cidade da Praia, a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã (CCILA).

“Nesse Simpósio, previsto para o dia 9 de Maio, no Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI), serão partilhadas, em primeira mão, informações sobre as tecnologias na área da gestão de redes e diversificação de armazenamento já aplicadas na Alemanha, explica uma nota de imprensa da CCILA, promotora do evento.

Durante o encontro as empresas alemãs especializadas na área de energia vão apresentar também os seus produtos e serviços bem como possíveis domínios de cooperação com empresas cabo-verdianas, informa a mesma fonte.

De acordo com o programa vão ser realizadas também as reuniões bilaterais de 10 a 12 de Maio entre os participantes alemães e potenciais parceiros cabo-verdianos.

Para as empresas cabo-verdianas com escritórios em outras cidades, serão disponibilizadas salas da Câmara de Comércio de Sotavento, do Ministério da Economia e emprego (MEE) e do Centro de Energias Renováveis e Eficiência Energética da CEDEAO (ECREEE).

Em Maio de 2013 empresários cabo-verdianos e alemães ligados ao sector de energias renováveis reuniram-se também na Cidade da Praia, com o objectivo de discutir projectos e parcerias para futuros investimentos.

Um encontro idêntico foi também promovido em Junho de 2016 com o objectivo de debater sobre o sector da energia, nomeadamente a renovável.

Neste momento, Cabo Verde já utiliza 25% de energias renováveis na rede. A meta do Governo é chegar a 50% até 2020.

Um estudo de viabilidade, desenvolvido pelo Governo em parceria com a Cooperação Alemã, para a materialização do projecto Cabo Verde 100 por cento de energias renováveis, mostra que tecnicamente é possível o arquipélago conseguir alcançar esse objectivo.

Actualmente já estão em funcionamento no arquipélago quatro parques eólicos nas ilhas de São Vicente, Santiago, Sal e Boa Vista.

JL/FP

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos