Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde terá a primeira plataforma de financiamento da economia azul sustentável do mundo – presidente BVCV

Cidade da Praia, 24 Mar (Inforpress) – Cabo Verde terá a primeira plataforma de financiamento da economia azul sustentável a nível mundial que irá servir também aos pequenos estados insulares em desenvolvimento, afirmou hoje o presidente da Bolsa de Valores de Cabo Verde (BVCV).

A declaração foi feita por Miguel Monteiro, esta manhã na Praia, durante a abertura da formação sobre “Finanças Sustentáveis”, promovida pela BVCV em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Luxembourg Green Exchange (LGX).

Explicou que no âmbito deste projecto está prevista a criação e hospedagem de uma nova plataforma na internet de âmbito regional dedicada ao financiamento sustentável para capitalizar a economia azul a nível doméstico, mas também da sub-região com o objectivo de vir a servir também os pequenos estados insulares em desenvolvimento.

“Esta nova plataforma estará sediada na Bolsa de Valores de Cabo Verde e será denominada “Blue X”, que será a primeira plataforma a nível mundial exclusivamente dedicada a instrumentos financeiros para uma economia azul sustentável”, referiu o presidente que considerou que este projecto terá um grande impacto no país e na sub-região.

Esta formação, segundo Miguel Monteiro é o início de um processo que irá conduzir a novos instrumentos de financiamentos, novos mercados, diversificação da economia, maior dinâmica, ou seja, maior bem-estar da população cabo-verdiana, com a redução da pobreza, maior inclusão social das mulheres, mas também melhor desempenho das micro e pequenas empresas no acesso ao investimento sustentável.

Revelou que esses novos instrumentos de financiamento incluem obrigações, acções, fundos e outros instrumentos rotulados de “Green Blue Social Sustentável (ISDG) e que brevemente estarão disponíveis para novas abordagens no acesso ao financiamento.

Segundo o presidente, a implementação desta plataforma está inserida na ambição 2020/30 e do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável (PEDS) e contará com o apoio e suporte do Governo de Cabo Verde, do PNUD, outros parceiros do sistema das Nações Unidas.

Por seu turno, o director nacional de planeamento, Gilson de Pina, sublinhou que a ideia é traçar linhas para capacitar o sector público, mas também o privado para que juntos possam desenvolver Cabo Verde.

“Temos de focar nas indústrias de serviços locais com acesso a energia, transporte e nos serviços relacionados sobretudo com a economia azul e verde”, apontou, realçando que o objectivo é dinamizar o acesso ao financiamento por parte do sector privado e dinamizar a dinâmica da indústria dos serviços locais.

A formação versará sobre os fundamentos das finanças sustentáveis, incluindo tendências e trajectórias de mercado, os produtos e padrões relevantes e uma visão geral dos actores e regulamentos do mercado, com enfoque nos ‘Blue Bonds’.

Os ‘Blue Bonds’ são títulos de dívida emitidos para financiar projectos relacionados ao oceano, aos mares e aos recursos marinhos que resultem em benefícios ambientais, económicos e climáticos, contribuindo assim para transição para uma economia azul inclusiva e sustentável.

A formação de dois dias (24 e 25) é destinada aos principais actores do ecossistema financeiro do país, no âmbito do Quadro de Financiamento Nacional Integrado a ser estabelecido em conjunto entre o Governo de Cabo Verde e as Nações Unidas.  

AV/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos