Cabo Verde tem nova associação sindical para defesa dos direitos dos professores denominada SINDPROF

 

Cidade da Praia, 31 Mai (Inforpress) – A classe docente cabo-verdiana passa a contar, desde sábado, com mais um sindicato para a defesa dos seus direitos, filiada na União dos Trabalhadores Cabo-verdianos – Central Sindical (UNTCS-CS).

A nomenclatura é Sindicato Democrático dos Professores (SINDPROF), que nasceu de uma reunião constitutiva da UNTCS-CS, presidida pela secretária-geral da central sindical, Joaquina Almeida.

Em conferência de imprensa, hoje, na Cidade da Praia, a presidente eleita do SINDPROF, Lígia Herbert, anunciou que a estratégia desse sindicato passa pela auscultação dos professores em todos os concelhos de Cabo Verde para fazer uma radiografia dos problemas inerentes à classe.

A mobilização dos associados, a recolha de subsídios para traçar moções estratégicas de luta em prol da classe professoral, são outros objetivos deste sindicato, que, segundo a presidente, nasceu com o mote para a democracia.

A plataforma deste sindicato, informou Lígia Herbert, tem paradigmas virados para a democracia, transparência, prestação de contas, apartidarismo, inovação e pro-actividades virados para a união dos professores.

Na conferência, que contou a presença de professores e representantes de todos os concelhos de Cabo Verde, segundo a presidente do SINDPROF, foram definidas questões de “sapiência e cordialidade”.

OM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos