Cabo Verde recebe em Outubro Gala “Tropics Business Summit” (c/áudio)

Cidade da Praia, 01 Fev (Inforpress) – Cabo Verde vai receber de 10 a 15 de Outubro de 2022 uma Gala Internacional no âmbito do evento “Tropics Business Summit”.

A informação é do presidente da Câmara de Comércio de Luxemburgo/Cabo Verde, Lino Varela, à imprensa, após ser recebido em audiência pelo presidente da Assembleia Nacional a quem informou sobre o que a organização pretende nesta matéria e solicitou a disponibilização da sala de espectáculos para a realização da Gala Internacional.

“Não podemos tornar público o evento que vai acontecer em Cabo Verde sem antes sermos recebidos pelo Presidente da República, a quem vamos informar sobre isso”, explicou Lino Varela, confirmando a realização do evento na Cidade da Praia e informando sobre a disponibilidade manifestada pelo presidente da AN para a realização do evento.

Conforme aquele responsável, o evento Tropics Business Summit já existe na África do Sul há cinco anos, sendo que no último ano foi feito virtualmente, cruza investidores com empresas e empresários e tem uma sinergia no sentido de se fazer Win/Win, ou seja negócios de ganho/ganho de ambas as partes.

A ideia, esclarece, é mostrar Cabo Verde como uma plataforma onde podem ser feitos negócios, assim como a sua característica de ser um país privilegiado pela sua situação geográfica.

“Queremos que os países africanos possam, em conjunto com Cabo Verde, criar formas para que os nossos tecidos empresarial e humano voltem para a África”, afirmou, assegurando que o País beneficiará com o evento na criação da rede de contactos.

A rede, frisou, é uma das coisas mais importantes no mundo, particularmente, para um continente que tem um bilhão e quatrocentas mil pessoas e onde, em 2025, vai haver um mercado livre, dotado de recursos naturais, mulheres empreendedoras e uma faixa etária nova.

“Dentro do continente africano está a acontecer uma revolução e nós não podemos ficar esquecidos e nem à parte deste acontecimento. E como é óbvio, Cabo Verde é um país com uma democracia estável e com um tecido humano muito forte e atractivo que poderá servir o continente africano e europeu”, ressaltou.

Para Lino Varela, a visita a Cabo Verde tem sido muito “positiva” pelo acolhimento que estão tendo e pela disponibilidade para colaboração.

A Câmara de Comércio de Luxemburgo/Cabo Verde funciona no Luxemburgo desde 2014, mas de 2018 a esta parte tem alargado a sua actividade ao continente africano e a Cabo Verde, particularmente.

Neste momento, segundo o presidente, já possuem parcerias com o Senegal, a Libéria, a Serra Leoa, o Uganda, a África do Sul e contactos com o Ruanda e o Quénia que estão abertos a criar uma rede com o continente europeu e Cabo Verde.

PC/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos