Cabo Verde realça importância da aposta numa agenda digital comum para a CEDEAO

 

Cidade da Praia, 06 Out (Inforpress) – O ministro da Economia e Emprego, José Gonçalves, realçou hoje, na Cidade da Praia, a importância da aposta numa agenda digital comum para a Comunidade Económica dos Estados da Africa Ocidental (CEDEAO).

“A ideia de se constituir uma agenda digital comum para a CEDEAO é essencial para maximizar os benéficos da economia digital e afirmação da comunidade no contexto africano, em particular e a nível internacional”, sublinhou o ministro na cerimónia de abertura da 15.ª Reunião dos Ministros das Telecomunicações e das TIC da região.

O governante defendeu a necessidade de mudar os modelos de negócios actuais e começar a pensar em desenvolver, “de facto”, uma economia baseada na era digital a nível da comunidade.

“Não podemos continuar a ser apenas consumidores e utilizadores de tecnologia. Temos de ser também criadores de soluções”, advogou.

Na ocasião, o ministro informou aos presentes no encontro que Cabo Verde já começou a ver com bons olhos a possibilidade de exportar tecnologia de ponta, melhorando a sua capacidade de inovação que lhe permite no curto espaço de tempo fazer o registo de patentes.

Segundo José Gonçalves, a criação do Data Center (Centro de Dados) do Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSI), que está capacitado para prestar serviços de suporte a economia digital, o início da construção de um parque tecnológico para albergar a nova tecnologia e sistema de comunicação, são outras apostas de Cabo Verde, visando potenciar um novo modelo de negócio para desenvolver a economia digital e sustentar a Internet das Coisas.

“Combinado com a Televisão Digital Terrestre (TDT) de última geração, visando uma gestão mais eficiente do espectro e a promoção e valorização de mais e melhores conteúdos, estamos em crer que esses investimentos planeados num perspectiva regional, servirão também a CEDEAO e outras regiões do continente africano, através da exportação/partilha de serviços de alto valor acrescentado”, salientou.

A Agenda Digital comum para o quinquénio 2018/2023 será um dos pontos fortes do encontro que vem sendo preparado pelos peritos dos 15 países da Comunidade oeste africana, designados para o encontro.

JL/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos