Cabo Verde promete contribuir para “avivar” uso da língua portuguesa nas organizações da sub-região africana

Cidade da Praia, 04 Mai (Inforpress) – O ministro da Educação reafirmou hoje o compromisso de Cabo Verde em reforçar a sua diplomacia no sentido de “avivar” o uso da língua portuguesa nas organizações sub-regionais, mormente na Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Amadeu Cruz lançou este compromisso durante o seu discurso no acto de abertura da palestra ‘on-line’ sob o tema “Promoção do uso da Língua Portuguesa nas Organizações Sub-Regionais” promovida no âmbito de um ciclo de debates alusivo ao tema “Promoção e difusão da língua portuguesa: estratégias globais e políticas nacionais” pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), para assinalar o “Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP”.

“Queria reafirmar o compromisso do nosso País em reforçar a sua diplomacia no sentido de avivar o uso da Língua Portuguesa nas organizações sub-regionais, mormente na CEDEAO, enquanto parte dessa organização, mas também como forma de propiciar uma melhor integração dos países falantes da língua portuguesa nessa sub-região, designadamente a Guiné-Bissau, Cabo Verde e a própria Guiné Equatorial para podermos propiciar uma melhor integração dos nossos povos nas dinâmicas decorrentes do desenvolvimento da nossa sub-região”, ressaltou.

Ainda nas suas declarações, o governante avançou que o Ministério da Educação quer reforçar o ensino da Língua Portuguesa nos ensinos básicos e secundários, mas também no ensino pré-escolar, com o objectivo da difusão e de uma utilização mais corrente da língua portuguesa em Cabo Verde como veículo de transmissão do conhecimento, de produção de conhecimento, da cultura e da ciência.

O Português é a quinta língua mais falada do mundo, actualmente por 273 milhões de pessoas, nos cinco continentes e projecta-se que alcance os 380 milhões de pessoas em meados do século XXI. É ainda a língua mais falada no hemisfério sul, um dos cinco idiomas com mais utilizadores nas plataformas digitais e língua de trabalho em 32 organizações internacionais.

Criada em 1996, a CPLP, actualmente constituída por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, actua em áreas como cooperação para o desenvolvimento das sociedades dos países membros, promoção da língua portuguesa (em organismos internacionais) e concertação político-diplomática.

O dia 04 de Maio foi fixado como a data em que é anualmente comemorada a Língua Portuguesa e a Cultura na CPLP pelos chefes da diplomacia lusófonos, no âmbito do XIV Conselho de Ministros da Comunidade, realizado em Junho de 2009, em Cabo Verde.

GSF/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos