Cabo Verde é o primeiro país africano a acolher o Fórum das Imprensas Oficiais de Língua Portuguesa

 

Cidade da Praia, 16 Nov. (Inforpress) – Cabo Verde torna-se no primeiro país africano a acolher, pela primeira vez, de hoje a sábado na Cidade da Praia, o XII Fórum das Imprensas Oficiais de Língua Portuguesa.

Organizada pela Imprensa Nacional de Cabo Verde, o fórum é um espaço de debate com o propósito de promover uma reflexão sobre os grandes desafios que as Imprensas Oficiais da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) vêm enfrentando, bem como discutir as melhores práticas em matéria de disponibilização aos cidadãos de conteúdos legislativos, jurisprudenciais e doutrinários.

Durante o evento, segundo a organização, serão reflectidos temas como: “Jurisnet – Efeitos e Tendências”; “Certificação Digital Mobile”; “Boletim Oficial, Acesso Universal e Gratuito”; “Boletim da República – Caraterísticas e Organização/Desafios e perspetivas”; “O Serviço Público para além da publicação do Jornal Oficial”; “250 Anos da Imprensa Nacional”, entre outros.

A Imprensa Nacional de Cabo Verde (INCV) é uma das instituições mais antigas do país. Conta com cerca de 175 anos de actividade contínua.

Foi criada em 1842, com a chegada da primeira tipografia à ilha da Boa Vista, onde funcionava a sede do Governo.

O primeiro Boletim Oficial do Governo Geral foi publicado a 24 de Agosto de 1842.

O Boletim estava dividido em duas secções: “Interior” e “Exterior”, sendo esta última dedicada às notícias vindas do estrangeiro, chegadas ao arquipélago “pela última embarcação”.

A secção “Interior” compreendia duas partes, a “parte oficial”, dedicada aos assuntos oficiais, em especial os diplomas legais, e a “parte não oficial”, que funcionava como um autêntico jornal, contendo sínteses de notícias de diversas publicações nacionais e produções literárias de autores cabo-verdianos ou residentes em Cabo Verde, o que denota o cunho informativo geral do Boletim Oficial.

Inicialmente o Boletim Oficial não tinha uma periodicidade regular, mas a partir da sua edição 33, datada de 27 de Maio de 1843, passou a ser publicado semanalmente, aos Sábados.

Note-se que até 1879, o Boletim servia concomitantemente à Província de Cabo Verde e ao Distrito da Guiné. Com a desanexação da Guiné do Governo da Colónia de Cabo Verde, o jornal oficial passou a estar exclusivamente ao serviço do Arquipélago, com o nome de Boletim Oficial do Governo da Província de Cabo-Verde.

A cerimonia de abertura do XII Fórum das Imprensas Oficiais de Língua Portuguesa será presidida pelo ministro dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire.

LC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos