Cabo Verde participa na criação do Centro Africano de Estratégia e Desenvolvimento de Direitos de Autor e Direitos Conexos

Cidade da Praia, 29 Jun (Inforpress) – Cabo Verde vai participar na criação do Centro Africano de Estratégia e Desenvolvimento de Direitos de Autor e Direitos Conexos (CAEDDADC), anunciou hoje a presidente da Sociedade Cabo-verdiana de Música (SCM), Solange  Cesarovna.

A CAEDDADC, segundo Solange Cesarovna, em conferência de imprensa, na Cidade da Praia, vai ser criada no decorrer de um encontro que se realiza de 3 a 5 de Julho, em Rabat, capital de Marrocos, em que a SCM estará representada na pessoa da sua presidente.

De acordo com Solange Cesarovna, o centro será administrado por um conselho composto por todos os membros fundadores eleitos na assembleia geral do mês de Julho.

Este Centro, prossegue a presidente da SCM, “fomenta e traz perspectivas” em relação à “situação real” no que concerne à protecção dos direitos do autor nos vários países do continente africano.

Na sua perspectiva, o encontro de Rabat é uma oportunidade para Cabo Verde partilhar a sua experiência no domínio dos direitos autorais, que está a ter “bons resultados”.

“Queremos também maximizar os acordos para estarmos representados por essas sociedades nos seus respectivos países e permitir que os criadores desses países sejam igualmente defendidos aqui em Cabo Verde, através da SCM”, indicou Solange Cesarovna, acrescentando que os autores nacionais serão protegidos naqueles estados.

Para a presidente da SCM, estar no Centro Africano de Estratégia e Desenvolvimento de Direitos de Autor e Direitos Conexos significa que Cabo Verde tem “maior possibilidade” de saber como é que as obras dos criadores e artistas cabo-verdianos estão a ser utilizadas nesses países do CAEDDADC.

LC/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos