Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde e Madeira rubricam acordo a nível da gestão de promoção da saúde e investigação

 

Cidade da Praia, 24 Nov (Inforpress) – O Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais, IP da Madeira, (Portugal) e o Instituto Nacional de Saúde Pública de Cabo Verde (INSP), rubricaram hoje um protocolo de cooperação a nível da gestão e promoção da saúde.

O acordo assinado na Cidade da Praia, na presença do ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário, e do secretário regional da Saúde da Região Autónoma da Madeira (Portugal), Pedro Ramos, que se encontra no arquipélago em visita trabalho, abrange ainda a área da prevenção e controlo de doença, vigilância epidemiológica e entomológica das doenças transmitidas por vectores e formação e investigação no sector da saúde.

“Este protocolo é o primeiro passo de um projecto de colaboração a nível da formação, da telemedicina, investigação, do sistema de informação sanitária e da regulação da saúde pública”, considerou Arlindo do Rosário que assegurou que será uma oportunidade também de conhecer a experiência desenvolvida pela região da Madeira a nível da regulação uma vez que é um ponto fundamental no processo da reforma do serviço nacional de saúde.

Por outro lado, adiantou que este acordo vai permitir ainda que as duas instituições desenvolvam projectos interessantes uma vez que têm aspectos similares a nível da saúde e geográfico.

Conforme referiu ainda Arlindo do Rosário, o protocolo vai contribuir também para reforçar a questão da emergência hospitalar sendo que uma das prioridades do Governo para os próximos anos é a implementação de um programa de emergência pré-hospitalar.

Por seu turno, o secretário regional da Saúde da Região Autónoma da Madeira (Portugal), Pedro Ramos, indicou que este acordo vai ter um grande impacto na população cabo-verdiana e madeirense.

O mesmo vai permitir a partilha de conhecimentos, de experiências e de motivações e potenciar a nível da saúde tudo aquilo que já existe e possa existir, e caso houver motores adequados será concretizado e atingido, disse, realçando que o mais importante é a qualidade de saúde da população e é neste sentido que pretendem trabalhar e colaborar com o arquipélago.

A mensagem que queremos transmitir – “o quê é que tu podes fazer pela nossa organização”, é uma mensagem muito importante e vai ao encontro da realidade que encontramos aqui em Cabo Verde, na qual podemos constatar que existe uma grande motivação por parte dos profissionais, de um processo que está em construção e evolução e que é uma garantia de sucesso das instituições e das pessoas”, precisou.

O protocolo que terá a duração de dois anos renováveis foi assinado pelo presidente do Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais, Herberto Teixeira de Jesus e da parte do Instituto Nacional de Saúde Pública de Cabo Verde (INSP), Tomás Valdéz.

AV/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos