Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde já é ouro e bronze em judo nos Jogos das Ilhas na Córsega

Cidade da Praia, 23 Mai (Inforpress) – Os judocas cabo-verdianos Suely Delgado (-57Kg) e Márcio Amarante (-73 Kg) conquistaram hoje as medalhas de ouro e prata, respectivamente, na 23ª edição dos Jogos das Ilhas que decorre na ilha francesa de Córsega.

De acordo com a Direcção-Geral dos Desportos, “os dois atletas treinados por Magner Mendes tiveram excelentes prestações, como aliás, provam as medalhas alcançadas”.

Suely, de acordo com a mesma fonte, até que iniciou com uma derrota diante de uma adversária açoriana, mas nos combates seguintes a jovem cabo-verdiana viria a ultrapassar adversárias da Córsega (França) e de Sicília (Itália) para vencer a competição.

Já Márcio alcançou o bronze com duas vitórias (diante de atletas dos Açores e de Sicília), e duas derrotas (frente a um judoca corso e um siciliano).

Já os jovens tenistas Tiago Cabral e Melissa Ferreira jogaram hoje as suas segundas partidas, com ambos a somarem a sua segunda derrota no torneio de ténis que é jogado, também, em formato todos-contra-todos e devem voltar a competir para a terceira e penúltima jornada, esta sexta-feira, 24.

A caravana cabo-verdiana é constituída por 18 elementos, dos quais 12 atletas que representam o país nas modalidades de ténis, judo e atletismo nos femininos e masculinos, mais técnicos das respectivas modalidades e dirigentes.

Além de Cabo Verde, os Jogos das Ilhas de Córsega contam com o concurso das comitivas das Baleares, Corfu, Córsega, Guiana, Elba, Jersey, Açores, Madeira, Malta, Guadalupe, Sardenha e Sicília.

Os Jogos das Ilhas têm o objectivo primordial de promover a criação de um espírito de cidadania europeia, no contexto do ideal olímpico, que permita passar à juventude, através do Desporto, uma mensagem desportiva fundamentada no “fair play” e no respeito pelos outros e, também, de possibilitar o encontro entre jovens de origens diferentes, mas que têm como denominador comum a insularidade.

SR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos