Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde expressa preocupação pela situação política na Guiné Conacri

Cidade da Praia, 08 Set (Inforpress) – Cabo Verde expressou hoje a sua preocupação com relação à situação política na República da Guiné-Conacri na sequência do golpe de Estado protagonizado, neste final-de-semana, pelo tenente-coronel Mamady Doumbouya, chefe das Forças Especiais.

Esta preocupação foi manifestada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Figueiredo Soares, na sessão Extraordinária Virtual da Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO sobre a situação política na República da Guiné e na República do Mali, na qual participou em substituição do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.

Rui Figueiredo ressaltou as implicações da situação da Guiné na estabilidade política de toda a sub-região, defendendo que as questões políticas devem ser solucionadas num quadro de diálogo político, balizado por regras e princípios constitucionais.

“Por isso, e considerando as informações apresentadas pelo Presidente da Comissão à Conferência, juntamos a nossa voz à veemente condenação do recurso à força para assumir o poder na República da Guiné, ao arrepio da Constituição do país e em flagrante violação do Protocolo Adicional sobre a Democracia e a Boa Governação”, afirmou.

Rui Figueiredo defendeu ainda que a comunidade internacional, a começar pela CEDEAO, deve mandar uma mensagem clara ao Comité Nacional para a Unidade e Desenvolvimento (CNRD), afirmando a necessidade de serem garantidas a integridade física e a libertação do Presidente Alpha Condé e dos demais detidos durante os acontecimentos do dia 05 de Setembro.

“A proposta de suspensão da República da Guiné de todas as instâncias da CEDEAO é elemento essencial dessa mensagem e Cabo Verde subscreve-a por inteiro”, afirmou Rui Figueiredo, completando que o arquipélago também entende que é “imperioso” o regresso à normalidade constitucional na República da Guiné.

Cabo Verde considera ainda apropriadas as medidas sugeridas no sentido de se criar condições para o acompanhamento da evolução da situação, nomeadamente através de missões de alto nível para contactos preliminares e de avaliação da situação.

No que respeita à situação no Mali, avançou o ministro que Cabo Verde saudou o fundamental papel que o ex-Presidente Goodluck Jonathan vem desempenhando, apoiando o Presidente da Conferência no acompanhamento do processo de transição.

“Subscrevemos as preocupações por ele levantadas relacionadas com a necessidade de progressos no que respeita à tomada de medidas concretas visando a plena realização da transição, incluindo a organização de eleições livres, justas e transparentes”, finalizou.

GSF/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos