Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde e Espanha rubricam protocolo com foco no sector do turismo e promoção de investimentos (c/áudio)

Santa Maria, 01 Set (Inforpress) – Cabo Verde e Espanha rubricaram hoje um protocolo de entendimento com foco no turismo e na promoção de investimentos, à margem da 64ª Reunião da Comissão Regional da OMT para África, que decorrerá no Sal a partir desta quinta-feira.   

O documento foi assinado num dos hotéis da cidade turística de Santa Maria, entre o ministro do Turismo e Transportes de Cabo Verde, Carlos Santos, e a ministra da Indústria, Comércio e Turismo de Espanha, Maria Reyes Maroto Illera, visando reforçar a cooperação entre os dois países nestes sectores.

Manifestando satisfação pela presença da governante espanhola que visita o País pela primeira vez, Carlos Santos, sublinhou que a assinatura deste acordo é “uma grande oportunidade”, uma vez que Cabo Verde é um país muito dependente do turismo, podendo “beber” da experiência do Reino da Espanha que ao longo dos anos apostou muito no turismo e tem uma evolução muito maior nessa matéria.

Um acordo que, conforme Carlos Santos, toca matérias como a formação, troca de experiências daquilo que são o lançamento de novos produtos, e que para Cabo Verde, “é muito importante”, numa fase em que quer apostar na diversificação do turismo, ciente que sol e praia continuará a ser a sua âncora.

“Estamos a passar por uma fase difícil que é de uma pandemia que abruptamente veio fazer parar esta actividade, mas também a actividade dos transportes num país arquipelágico”, comentou.

“Contamos com o apoio da Espanha, seja através institucional, mas também, através daquilo que são os investidores tendo em conta que a esmagadora maioria dos investimentos na área do turismo vêm de investidores espanhóis, e por isso essa boa relação que nós temos”, observou o governante.

Expectante na retoma do turismo e da economia no país, Carlos Santos reiterou a determinação do Governo em fazer com que haja uma vacinação em massa da população, como sendo o elemento essencial para fazer face a esta pandemia.

“Nos próximos dois ou três dias, teremos, provavelmente, a boa notícia de que já atingimos 70 por cento (%) da primeira dose, aplicada em Cabo Verde. Isto, digamos, que é um cartão postal importante que queremos apresentar nesta conferência que vai acontecer”, enfatizou.

“Uma conferência que será também, momento de apresentar o destino de investimento que é Cabo Verde, e queremos contar com o apoio da Espanha, dos seus empresários para fazer concretizar este objectivo que é transformar este país num ‘hub’ económico, num ‘hub’ aéreo que possa continuar a desenvolver neste sentido”, concretizou.

Por sua vez, a ministra espanhola, Reyes Maroto Illera, que pela primeira vez visita o arquipélago, destacou o facto de, através deste protocolo, se ter assumido “compromissos importantes” para que os dois governos possam trabalhar juntos para a “alavancagem”  do sector do turismo, visando o desenvolvimento da economia sustentável, gerador de emprego e bem-estar social.

“Espanha quer ser um sócio estratégico de Cabo Verde, quer contribuir para um desenvolvimento sustentável, onde as pessoas estão no centro das preocupações, contribuindo para a prosperidade deste maravilhoso País, irmão e amigo”, sublinhou.

Durante esta sua estadia no Sal, Reyes Maroto aproveitará a oportunidade para ter um encontro com os empresários espanhóis residentes em Cabo Verde.

Paralelamente à 64ª Reunião da CAF, Cabo Verde vai acolher ainda a segunda edição do Fórum Mundial sobre o Investimento Turístico em África (FMITA), que terá lugar nos dias 03 e 04 de Setembro, no mesmo local.

São esperados cerca de duas centenas de participantes, designadamente ministros do turismo do continente africano, investidores, e instituições financeiras internacionais, altos dirigentes e especialistas do sector público e privado e demais “stakeholders” do turismo.

SC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos