Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde definiu as energias renováveis como opção “essencial e estratégica” para o desenvolvimento sustentável – ministro

Cidade da Praia, 22 Jan (Inforpress) – O ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro, afirmou hoje, na Cidade da Praia, que Cabo Verde definiu a aposta nas energias renováveis como uma opção “essencial e estratégica” para o desenvolvimento sustentável.

O governante falava na abertura da terceira reunião do Comité de Pilotagem 2020 (COPIL) Programa de Apoio ao Sector de Energias Renováveis (PASER) para a aprovação do plano operativo anual, que visa o reforço da governação do sector das energias renováveis e a melhoria da capacidade de mobilização de fundos para o sector.

Alexandre Monteiro lembrou que a meta de Cabo Verde é ultrapassar 50 por cento (%) de penetração das energias renováveis no horizonte 2030 e que em relação à mobilidade eléctrica o objectivo do Governo é substituir todos os veículos equipados com motores térmicos por viaturas eléctricas até 2050.

“Para isso estamos e continuaremos focados na implementação e execução do Programa Nacional de Sustentabilidade Energética”, prometeu o ministro, destacando a contratação de novas capacidades de produção solar e eólica.

A implementação de infra-estruturas estratégicas de gestão eficiente da rede, a massificação da micro-geração como factor de promoção das energias limpas e a promoção de eficiência para ofertas mais eficientes, foram apontadas pelo ministro como actividades prioritárias para a sustentabilidade energética.

Em relação à reunião do Comité de Pilotagem considerou que tem sido um espaço “importante” de ‘socialização’ do sector de energia e para construir um sector energético que o país precisa.

“Um sector energético seguro, eficiente e sustentável a nível ambiental e económico, com menos custos e acesso universal”, projectou o ministro.

O encontro do COPIL é realizado anualmente no âmbito da programação das actividades do PASER e tem por objectivo, entre outros, a aprovação do plano operativo anual que visa o reforço da governação do setor das energias renováveis e a melhoria da capacidade de mobilização de fundos para o sector.

Cabo Verde através do Plano Nacional de Sustentabilidade Energética definiu ultrapassar 50% de penetração de energias renováveis no horizonte 2030, bem como até 2050 substituir todos os veículos equipados com motores térmicos por veículos eléctricos.

O PASER está enquadrado no programa indicativo de Cooperação 2016-2020 (PIC IV), através da assinatura a 19 de junho de 2017 de um protocolo de acordo entre Cabo Verde e o Grão-Ducado de Luxemburgo.

OM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos