Cabo Verde classifica de “muito importante” o voo da SATA que passa a ligar Praia e Boston

 

Cidade da Praia, 03 Jun (Inforpress) – O ministro das Finanças classificou hoje de “muito importante” o voo da SATA Internacional que passa a ligar Praia e Boston (EUA), por unir a diáspora cabo-verdiana e promover o turismo e o desenvolvimento do país.

Olavo Correia fez essa afirmação em declarações à imprensa, depois de testemunhar o voo inaugural da companhia açoriana (Portugal), com ligação Ponta Delgada/Praia/Boston, no Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, na Praia, sublinhando que com esta ligação, está-se a melhorar a oferta para Cabo Verde, tornando “mais fácil” ligarmos Cabo Verde aos Estados Unidos da América (EUA).

“É muito importante para Cabo Verde aumentar a escala, termos ligações com a nossa diáspora e com o mundo. Através deste voo, vamos poder atingir mais rapidamente o continente europeu e americano, com uma oferta competitiva ao nível dos preços e o Governo de Cabo Verde dará todo o suporte para que tenha sucesso e continue a crescer cada vez mais”, frisou.

Segundo o ministro, este voo representa um novo potencial a nível do turismo, porque através desta rota, será possível atingir o mercado açoriano, integrada na prespectiva de estreitamento das relações no quadro da Macaronésia, fazendo com que as relações económicas e comerciais sejam reais para a promoção dos quatro arquipélagos da Macaronésia.

Questionado se a SATA estaria interessada em adquirir a capital social da Transportadora Aérea de Cabo Verde (TACV), Olavo Correia justificou que o Governo está a analisar várias opções e que já registou o interesse da SATA que quer abordar a questão, referindo que o Executivo está a trabalhar numa solução para a reestruturação e privatização da TACV no mais curto espaço de tempo.

Nesta linha, o presidente da SATA, Paulo Menezes, notou que uma parceria com a TACV é um assunto que a sua companhia está a estudar e avaliar, com a TACV, o Governo de Cabo Verde e dos Açores, todas as hipóteses neste sentido.

Quanto ao voo de hoje, o responsável afirmou ser “muito importante”, tendo em conta que, assim como os açorianos têm uma comunidade muito grande nos Estados Unidos da América, também Cabo Verde tem, sendo que esta ligação é uma forma de “unir” os dois povos que são “praticamente irmãos”.

“Esta ligação faz parte do plano estratégico da companhia, que é criar em Cabo Verde uma porta de entrada entre os Açores e Macaronésia e os dois lados do Atlântico. Criamos aqui as condições para que os cabo-verdianos possam usufruir, também, dessas ligações que estamos a fazer, ligando Cabo Verde a Boston, Providence, Montreal, Toronto, Lisboa, Frankfurt, Porto, Barcelona ou a Londres”, concluiu.

DR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos