Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde chegou “ao ponto mais alto do processo do planeamento turístico”, ministro Carlos Santos

Cidade da Praia, 14 Jan. (Inforpress) -O ministro do Turismo afirmou hoje que Cabo Verde “chegou ao ponto mais alto do processo do planeamento turístico” com o lançamento do “Programa Operacional de Turismo”, convicto que marca um antes e depois deste sector chave da economia.

Durante a apresentação oficial do “Programa Operacional de Turismo”(POT), em São Jorge dos Órgãos, Carlos Santos disse que este projecto reforça o programa do Governo que elege o turismo como o sector estratégico da economia cabo-verdiana, visando uma expressiva contribuição para o equilíbrio das contas públicas, a redução do desemprego e a consequente diminuição dos indicadores de pobreza, particularmente a extrema.

Enquanto sector estratégico, afiançou, espera-se do turismo um elevado efeito multiplicador sobre o conjunto da economia, e, assim, uma contribuição robusta para o crescimento económico.

Referiu que o POT assume a transversalidade do turismo na economia nacional, pois materializa o programa do Executivo para o sector do turismo, baseado num modelo de crescimento de turismo ancorado na sustentabilidade, preservação dos recursos naturais, culturais, patrimoniais e humanos do país.

Ajuntou que isto simboliza a mais-valia para a construção de um produto turístico resiliente em todas as ilhas e municípios do país, em busca de uma maior diversificação e desconcentração da oferta turística, uma vez que o POT se afigura como um instrumento de planeamento que contempla múltiplos projectos.

Estes projectos, clarificou, passam por uma melhor infraestruturação das ilhas, enquanto espaços de prática do turismo, qualificação dos diferentes subprodutos, que enformem o destino de Cabo Verde, com aposta na marketing digital, enquanto elemento inovador na promoção do país.

O POT, conforme explicitou o governante, estrutura-se em pilares como a requalificação da oferta turística, a sustentabilidade do turismo, a promoção do turismo, a governança do sector do turismo e na qualificação dos recursos humanos.

Materializado no programa do executivo para o turismo, o POT baseia-se num modelo de crescimento de turismo ancorado na sustentabilidade, preservação dos recursos naturais, culturais, patrimoniais e humanos do país, como a mais valia para a construção de um produto turístico resiliente e diversificado em todas as ilhas e municípios, em busca de uma maior desconcentração da oferta turística.

A cerimónia contou ainda com a presença da representante residente do banco Mundial, Eneida Fernandes, que manifestou a disponibilidade desta instituição internacional em apoiar Cabo Verde no “Programa Operacional de Turismo”, visando impulsionar este sector estratégico da economia cabo-verdiana para outros pontos da ilha.

SR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos