Cabo Verde assinala Semana Africana de Vacinação com acções que visam aumentar a cobertura a nível nacional

 

Cidade da Praia, 23 Abr (Inforpress) – A Direcção Nacional de Saúde, através do Programa Alargado de Vacinação, assinala de 24 a 30, a sétima Semana Africana de Vacinação com acções que visam aumentar a cobertura a nível nacional.

O evento, que acontece, este ano, sob o lema “População Vacinada; População Saudável” incide no tema “As vacinas protegem todo o mundo, Vacine-se”, segundo nota de imprensa do Ministério da Saúde, para programar um conjunto de actividades de sensibilização, comunicação e vacinação em todas as delegacias de saúde do país.

Desta feita, a cerimónia de abertura da Semana Africana de Vacinação (SAV) terá lugar segunda-feira, no Centro de Saúde de Achada Santo António, sendo que o ponto alto da celebração da data será na ilha Boa Vista, no dia 28, com o lançamento da vacina contra a pólio injectável.

Em Cabo Verde, face ao esforço do governo em vacinar todas as crianças, o país tem uma taxa a nível de sarampo à volta dos 92 por cento (%), e as outras vacinas à volta de 93%, sendo que o objectivo é alcançar os 100%.

A assinalação da sétima Semana de Vacinação Africana (SVA), tem como propósito reforçar os programas de imunização na região africana através da sensibilização para a importância da necessidade e do direito de cada pessoa a ser protegida contra doenças evitáveis por vacinação.

A Semana destina-se a manter a prioridade da imunização nas agendas nacionais e regionais através da advocacia e das parcerias, pois, nas últimas décadas, a cobertura vacinal melhorou em África, sendo que a vacinação para a difteria, o tétano e a tosse convulsa (DTP3) aumentou de 52% em 2000 para 76% em 2015.

No último ano, cerca de 17 milhões de pessoas em 26 países africanos receberam vacinação; outros 11 milhões receberam Vitamina A e 13 milhões receberam comprimidos de desparasitação.

A mensagem da Directora Regional da OMS para África, Matshidiso Moeti, por ocasião da Semana de Vacinação Africana 2017, chama atenção dos líderes políticos pelo compromisso assumido visando aumentar os níveis de cobertura e introdução de novas vacinas nos planos nacionais com o objectivo de diminuir a transmissão de doenças.

“A Semana Africana da Vacinação é uma grande oportunidade para nos lembrar que é preciso procurar a vacinação, para nós, nossas famílias e comunidades. Ê, igualmente, uma ocasião para relembrar aos nossos líderes o seu papel em conduzir-nos até ao dia em que ninguém morrerá de uma doença evitável pela vacinação”, frisa.

No âmbito dos esforços do Escritório Regional da OMS para a África em possibilitar o acesso universal à vacinação e a outras intervenções que podem salvar vida das crianças, a Directora Regional lançou, ainda, um apelo aos países para que traduzam o recentemente aprovado Plano Estratégico Regional de Vacinação 2014-2020 em prioridades e acções nacionais.

PC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos