Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde assina dois acordos de ajuda orçamental com Luxemburgo no valor de 15 milhões de euros

Cidade da Praia, 07 Jul (Inforpress) – Cabo Verde assinou hoje dois acordos de ajuda orçamental com Luxemburgo no montante de 15 milhões de euros (aproximadamente um milhão e 650 mil contos) destinados aos sectores de emprego e empregabilidade e da saúde.

Os acordos, assinados através de vídeo-conferência pelo ministro cabo-verdiano dos Negócios Estrangeiros e Integração Regional, Rui Figueiredo Soares, e pelo ministro luxemburguês de Cooperação e Acção Comunitária, Franz Fayot, têm a vigência de cinco anos (2021-2025).

Para o ministro Rui Figueiredo Soares, esses dois acordos estão na linha da excelência da relação de cooperação e diálogo político entre os dois países e vão contribuir, de forma decisiva, para alavancar os dois sectores contemplados.

“Esta ajuda orçamental de 15 milhões de euros, sendo 10 milhões para emprego e empregabilidade e cinco milhões para o sector da saúde, neste contexto de pandemia de luta contra a covid-19 é uma ajuda bem-vinda que irá contribuir de forma decisiva para alavancar os dois sectores”, disse.

Rui Figueiredo Soares lembrou que Cabo Verde se debate ainda com o grande problema do emprego e, sobretudo, do desemprego jovem, com uma larga faixa da juventude que ainda não conseguiu aceder ao mercado de trabalho.

“Por conseguinte essa ajuda orçamental de 10 milhões de euros (um milhão e 100 mil contos) num período de cinco anos para a melhoria das condições de emprego e empregabilidade será importante”, realçou.

Por outro lado, considerou que os cinco milhões de euros (aproximadamente 550 mil contos) para o sector de saúde terão um impacto positivo, não só pelos investimentos que já vinham sendo feitos pelo Luxemburgo, nesta área, mas também em matéria de respostas aos desafios da covid-19.

Questionado se os cinco milhões para o sector da saúde vão servir para comprar as vacinas, o governante explicou que o montante é destinado aos investimentos que já estavam previstos em infra-estruturas e equipamentos.

Contudo adiantou que Luxemburgo já prometeu que Cabo Verde será um dos primeiros países beneficiários da doação de vacina por parte do país.

Rui figueiredo Soares reafirmou que Luxemburgo é um dos principais parceiros de desenvolvimento de Cabo Verde, um parceiro “fiável e previsível” que tem respondido sempre com prontidão às grandes demandas de cooperação e desenvolvimento de Cabo Verde.

“Se pudermos dizer numa palavra, essas relações com Luxemburgo são excelentes e prova da excelência dessas relações é a rapidez com que nós estamos a assinar, no Quadro do Programa Indicativo de Cooperação, para este cinco ano, agora esses dois acordos de grande importância”, sustentou.

Os dois acordos fazem parte do Novo Programa Indicativo de Cooperação Desenvolvimento – Clima e Energia (PIC DCE 2025-2025) que foi assinado no dia 08 de Julho de 2020 e que rege a cooperação entre os países nos próximos cinco anos.

MJB/ZS

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos