Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cabo Verde acolhe pela primeira vez Conselho Permanente dos Bispos da África Ocidental

 

Cidade da Praia, 13 Jan (Inforpress) –  O VI Encontro do Conselho Permanente dos Bispos da África Ocidental realiza-se de 26 a 30 deste mês, na Cidade da Praia,  para analisar o andamento das igrejas locais, organização, colaboração e cooperação entre as conferências episcopais.

Conforme anunciou o site da diocese de Santiago, é a primeira vez que Cabo Verde acolhe este VI Encontro do Conselho Permanente dos Bispos da África Ocidental (toda a CEDEAO e a Mauritânia), que reúne representantes das Conferências Episcopais dos países da África Ocidental de língua francesa, portuguesa e inglesa (CERAO-RECOWA.

O Conselho Permanente reúne-se uma vez por ano para analisar o andamento da confederação e vai decorrer no Seminário de São José, na Cidade da Praia.

Durante o encontro será abordado um conjunto de temas atinentes à questões relacionadas com a família, a juventude e a pastoral social, incluindo a análise da situação politica nos respectivos países.

Os representantes da Igreja Católica na sub-região vão ainda abordar assuntos relacionados com a saúde e forma de a garantir aos missionários, assim como a entreajuda e outras diversas formas de colaboração.

Em declarações ao site da diocese, o bispo de Santiago, Dom Arlindo Furtado, disse que o encontro vai ser uma oportunidade para a “avaliação geral do andamento dos trabalhos programados, o reforço da coesão das igrejas de diversas línguas e culturas, de forma a estarem mais unidas entre si as igrejas locais e nacionais na Costa Ocidental da África”.

Para o cardeal Dom Arlindo será uma forma também de “dar a conhecer” o país e criar “maior aproximação afectiva” em relação a Cabo Verde e vice-versa.

Segundo o mais alto responsável da Igreja Católica no arquipélago, esta conferência dos bispos vai ser uma ocasião de o país partilhar a sua realidade, sendo a igreja de Cabo-Verde “a igreja- mãe, a mais antiga” entre esses países.

Segundo Dom Arlindo, Cabo Verde tem uma “responsabilidade acrescida”, que é a de “acolher bem” os hóspedes e transmitir uma “boa imagem” do país.

Ao todo serão 35 pessoas que participam na conferência de Cidade da Praia, incluindo o Cardeal Dom Arlindo Furtado, o Núncio Apostólico e o bispo do Mindelo, convidados para o encontro, e o padre Paulo Vaz, da diocese do Mindelo, que é membro do secretariado permanente.

LC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos