Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

BVC transacciona 7,2 milhões de contos em títulos de tesouro de Janeiro a Maio de 2020

Cidade da Praia, 05 Jun (Inforpress) – A Bolsa de Valores de Cabo Verde (BVC) transaccionou de Janeiro a Maio mais de 7,2 milhões de contos em títulos de tesouro ou títulos da dívida pública em sete operações, em que a procura excedeu a oferta.

A informação foi avançada pelo presidente da Bolsa de Valores de Cabo Verde (BVC), Manuel Lima, em entrevista à Inforpress, que apontou para o aumento no volume das emissões nesses primeiros cinco meses deste ano, com destaque para as obrigações de tesouro (OT), atendendo à situação da pandemia.

“O Estado continua a emitir. Temos estado a fazer as emissões já com um volume um pouco superior. Acreditamos que atendendo à situação da pandemia e perante necessidades urgentes que vem surgindo, é previsível que o Estado procure encontrar soluções de financiamento para responder essa demanda e tem havido esse aumento a nível das emissões”, explicou.

Conforme precisou dos 7,2 milhões de contos, 6,4 milhões contos representam as OT e 800 mil contos os Bilhetes de Tesouro (BT) que foram leiloados no mercado primário.

A nível do mercado secundário, Manuel Lima, disse que apesar da situação da covid-19, esse mercado também vem funcionando de forma normal, com a emissão total a rondar dos 5,7 mil contos.

“No mês de Janeiro houve mais transacções a nível do mercado secundário. Agora nos meses de Março, Abril e Maio houve uma redução, mas no fundo, o total anda no momento à volta de 5,7 mil contos a nível do mercado secundário” explicou.

Para além disso, indicou que houve pagamentos de juros vencidos entre os quais o pagamento de 1,2 milhões de contos referentes às OT e 155 mil contos das obrigações diversas.

Manuel Lima realça o facto de os juros estarem a ser pagos nos prazos definidos.

Igualmente, houve a liquidação das amortizações vencidas das OT que ascenderam a três milhões de contos e 400 mil contos dos BT.

“No fundo, há outros títulos que vão vencendo e vão sendo amortizados. Portanto, dizer que não obstante esta situação, a Bolsa de Valores, em teletrabalho, tem estado no fundo a operar. Para além das actuações no mercado, também estamos, no fundo, a preparar a reabertura e a preparar uma nova abordagem que temos que ter relativamente a outras emissões que estamos a prever, assim como estamos próximos dos emitentes”, disse

Manuel Lima garantiu que apesar da situação da pandemia da covid-19, que está a afectar directamente o sector económico, até este momento nenhuma empresa deixou de pagar e honrar com os seus compromissos. Entretanto, adiantou que a BVC está também a trabalhar com os emitentes no sentido de evitar situação de ‘default’.

MJB/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos