Brava: Visita da comitiva governamental deu visibilidade à dinâmica do desenvolvimento da ilha – edil

Nova Sintra, 06 Ago (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal da Brava, Francisco Tavares, considerou hoje que a visita do primeiro-ministro e de mais quatro ministros à ilha Brava veio marcar e dar visibilidade à dinâmica do desenvolvimento da ilha.

O edil fez esta declaração em entrevista à imprensa, fazendo um “balanço extremamente positivo”, destacando o leque de inaugurações e visitas efectuadas durante a visita.

A mesma fonte destacou as inaugurações de projectos a nível do Programa de Reabilitação Requalificação e Acessibilidades (PRRA) e da Televisão Digital Terrestre (TDT).

Em termos culturais, o autarca falou da inauguração da reabilitação da parte física da Casa Museu Eugénio Tavares e da sua musealização, a entrega dos instrumentos musicais à escola da música, entre outras actividades que marcaram a visita dos responsáveis deste ministério na ilha.

O edil referiu-se também ao lançamento da primeira pedra para a requalificação de todo o Centro Histórico de Nova Sintra, visita às obras da estrada de ligação Nova Sintra a Nossa Senhora do Monte, outras obras.

No quadro das visitas, Francisco Tavares destacou também a apresentação da recém instalada estação meteorológica de Risco Vermelho, e as obras já avançadas da instalação da unidade dos painéis solares para o projecto maior da fileira das pescas de Lomba.

Sobre o desenvolvimento das pescas, ressaltou que a delegação governamental visitou as obras da transformação da unidade de produção de gelo de Lomba em cooperativa e ainda hoje teve mais detalhes do ponto da situação da dessalinização da água para a Brava.

Sublinhou que este é um projecto que envolveu o Governo de Cabo Verde e o de Luxemburgo, estando agora na fase do concurso para execução.

“É uma obra de quase 300 mil contos e a sua complexidade envolvia, numa primeira fase do ante-projecto e de um concurso para a elaboração do projecto, o que já foi feito, e agora lançou-se o concurso da execução da empreitada em si, o que nos dá a visão de que até finais de 2021 teremos resolvido o problema de água na Brava”, reforçou o edil.

Foram visitadas obras em curso, no âmbito do Fundo do Ambiente, e para finalizar a programação, houve a apresentação do Plano Estratégico Municipal do Desenvolvimento Sustentável da Brava ao ministro-adjunto do primeiro-ministro para Integração Regional, que detém a pasta da conexão do Governo com as câmaras municipais.

“Foi uma visita que nos deixou muito satisfeitos e nos demonstrou que a Brava está com uma dinâmica muito boa, que é para continuar”, finalizou o autarca.

A comitiva, que partiu no início da tarde de hoje para à ilha do Fogo, chegou à ilha na passada terça-feira, e além do primeiro-ministro, incluía também o ministro da Agricultura e Ambiente, o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, a ministra das Infra-estruturas, Ordenamento do Território e Habitação, e o ministro-adjunto do Primeiro-Ministro para Integração Regional que detém a pasta da conexão do Governo e as câmaras municipais de Cabo Verde.

MC/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos