Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Brava: Vendedeiras reivindicam mais informações sobre funcionamento do Mercado Municipal (c/áudio)

Nova Sintra, 23 Jul (Inforpress) – As vendedeiras do Mercado Municipal da Brava reivindicam mais informações sobre o funcionamento do espaço, para que saibam o que devem ou não fazer, evitando assim alguns constrangimentos que vêm enfrentando com os fiscais.

Em declarações à imprensa, Ivanilda da Rosa, contou que o grupo de vendedeiras está a enfrentar dificuldades no espaço do mercado.

Segundo a mesma, pagam diariamente para ocuparem o espaço, mas não podem deixar baldes ou mesmo algum saco com os produtos que não venderam em cima das pedras porque senão os fiscais da Câmara Municipal apreendem os produtos.

A vendedeira avançou que por muitas vezes chegam do cais madrugada e não podem deixar as mercadorias no mercado.

“Temos de levar as nossas cargas para casa para no outro dia pagar carro para colocá-las no mercado ou se não tivermos dinheiro temos de colocá-las na cabeça e carregar”, disse a fonte.

Daí, pede às autoridades competentes a explicação do porquê é que não devem deixar os seus produtos no local já que pagam para o espaço.

“Mercado é para quê? Somente para vender? Se é somente para isso fazemos licença e vendemos nas ruas”, questionou a vendedeira, acrescentando que se pagam devem ter condições e autorização para deixarem os produtos no mesmo local.

Agustinha Correia também corrobora da opinião da colega, enumerando os diversos prejuízos que estão a sofrer para a chegada das mercadorias na ilha e ainda além de pagarem pelo espaço, não é permitido deixar produtos nos baldes ou em sacos em cima do balcão.

Contactado, o presidente da Câmara Municipal da Brava, Francisco Tavares, adiantou que já tem conhecimento desta reivindicação, explicando que as vendedeiras já tiveram um encontro com o Secretário Municipal que já lhes explicou o funcionamento do mercado e o porquê não devem deixar sacos ou baldes com produtos em cima do balcão.

Segundo o edil, em cima do balcão podem deixar os seus produtos arrumados como fazem diariamente para venderem.

Mas, adiantou que as vendedeiras querem deixar os seus produtos no espaço o que tem suscitado reclamações de outras partes que quando as vendedeiras vão buscar cargas no navio e ao deixarem os sacos ou baldes no mercado, têm surgido alguns insectos nestas cargas.

Realçou ainda que pagam diariamente para o espaço que possui um balcão de dois metros em mármore e embaixo há um espaço onde podem deixar os seus produtos.

“Esta arrumação não é bonita e nem higiénica e não podemos permitir sacos e mais sacos em cima dos balcões. Há um espaço propício para armazenamento embaixo do balcão e podem deixar os produtos ali arrumados”, concluiu o autarca, avançando que caso ocuparem todos estes espaços não há condições para armazenar fora dos locais permitidos.

MC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos