Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Brava: Rede local de Emprego e Empregabilidade conclui plano de actividades

Nova Sintra, 17 Dez (Inforpress) – A rede local de Emprego e Empregabilidade da Brava concluiu hoje o seu plano de actividades referente ao ano em curso, com uma palestra destinada aos alunos do nono ano em matéria de emprego e empregabilidade.

Em declarações à Inforpress, Mário Soares, coordenador da rede local Emprego e Empregabilidade, explicou que a palestra está enquadrada no plano de acção da rede, com o objectivo de trazer ao conhecimento dos jovens um outro potencial que tem de ser desenvolvido a nível do auto-emprego.

“Tendo em conta que a nível global o empreendedorismo já é um dos sectores de desenvolvimento e a nível de formação académica não se consegue dar resposta a tudo, é preciso procurar alternativas”, disse Mário Soares.

Segundo a mesma fonte, esta área de actuação vai despertar nos cabo-verdianos, sobretudo nos jovens bravense, ideias de negócio, o auto emprego e, futuramente, com orientação dinamismo e criatividade, criar um negócio que garanta o auto-emprego e possa criar oportunidades de emprego para outras pessoas.

Questionado sobre o público-alvo, alunos do nono ano da Escola Secundária Eugénio Tavares (ESET), Mário Soares explicou que uma vez que a maior parte da camada jovem encontra-se na ESET, conseguiram junto da direcção a autorização para que os alunos participassem.

Mário Soares acrescentou que os alunos do 11º e 12º anos já têm a disciplina de empreendedorismo e, por isso, resolveram trabalhar com os alunos do nono ano para despertar neles o “click e o interesse” pelo empreendedorismo.

Com este “click”, reforçou Mário Soares, quem quiser enveredar pela área do empreendedorismo e tiver uma ideia, pode transforma-la em ideia de negócio e complementado com as formações GERME, GIN e PIN, pode amadurece-la e mais tarde candidatar-se a alguns financiamentos que existem no país.

O formador Nelson Miranda disse que tentou despertar nos alunos o interesse para criarem os seus próprios rendimentos, visto que hoje em dia o mercado está cada vez mais competitivo, o mercado de trabalho está limitado.

Nelson Miranda mostrou-lhes as principais características do empreendedor, as competências para a empregabilidade, entre outros aspectos “cruciais” para a área.

Em relação à rede Emprego e Empregabilidade, o coordenador destacou que este ano fizeram várias acções de formação, palestras, entre outros, e esta foi a última actividade de 2019 e, com isso, concluíram a implementação do plano de actividade, concretizada a 100 por cento.

A rede local Emprego e Empregabilidade da ilha Brava é apoiada pela Cooperação Luxemburguesa, através do Programa Emprego e Empregabilidade CVE/081.

MC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos