Brava: “Papa Francisco está dando orientações claras para sairmos da igreja e irmos para a periferia” – Frei Paulino

Nova Sintra, 19 Abr (Inforpress) – O frei Paulino disse esta quinta-feira, na Brava, que o Papa Francisco está dando orientações claras para todos saírem de dentro da igreja e irem para a periferia não tanto geográfica, mas onde existem vidas precisando de ajuda.

O sacerdote transmitiu esta mensagem, em declarações à Inforpress, após a eucaristia desta quinta-feira, onde durante a homilia, salientou que é o dia em que se celebra a última ceia de Jesus com os seus discípulos, altura em que instituiu a Eucaristia, instituiu o sacerdócio (Ordem) e demonstrou o gesto de humildade, lavando os pés dos seus discípulos.

Segundo o frei Paulino, foi na ceia pascal judaica, que Jesus Cristo deu início à Páscoa Cristã e durante a ceia fez a partilha do pão e do vinho e deu aos seus discípulos, dando início à Eucaristia, como um gesto de agradecimento a Deus.

Neste quesito, mostrou aos presentes nesta celebração que Jesus transformou o momento de dor pelo que passava em um momento de glória, como forma de continuar presente na memória da igreja, por isso, advogou, “celebrar a eucaristia é tornar actual o gesto de Jesus na partilha que fez na última ceia”.

Ainda na homilia, o sacerdote salientou que o dia também é dedicado ao sacerdócio ou a ordem, sendo o dia dos padres, porque, “a comunidade que Jesus deixou é presidida”.

Como forma de seguir os ensinamentos de Jesus escritos na bíblia, houve o momento de lava-pés, durante a celebração eucarística desta quinta-feira que, conforme o sacerdote, este é um gesto de humildade, de serviço que foi demonstrado por Jesus.

“A igreja deve ser serva e estar ao serviço de todos, do bem, da paz, da solidariedade, do respeito, entre outros que a igreja é chamada”, explicou o frei.

“Hoje, é o nosso nascimento enquanto cristãos, porque a fé dos cristãos está alicerçada na vida de Jesus Cristo e o que celebramos durante este Tríodo Pascal que iniciou nesta quinta-feira, com a instituição da eucaristia, é precisamente a nossa fé”, disse o sacerdote, acrescentando: “é da eucaristia que partimos, é para a eucaristia que continuamente voltamos para irmos à missão”.

Em termos das orientações do Papa Francisco em relação ao “sairmos da igreja”, a mesma fonte adiantou que não é lavar os pés uns aos outros, mas sim, procurar nas periferias onde existem vida, pessoas que precisam de uma ajuda e uma mão amiga, estendê-los a mão como a igreja, assim como Jesus fez no seu tempo.

MC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos