Search
Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Economia
Internacional
Desporto
Politica
Sociedade

Brava: Município elege projecto para ser submetido ao Fundo de Descentralização

Nova Sintra, 28 Jul (Inforpress) – O Programa das Plataformas de Desenvolvimento Local e Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 20-30 e o público bravense elegeram hoje, na Brava, um projecto com actividades em duas áreas macro para ser submetido ao Fundo de Descentralização.

Em declarações à Inforpress, o presidente da Câmara Municipal da Brava, Francisco Tavares, explicou que esse projecto foi escolhido durante um workshop que decorreu durante dois dias e considerou que este workshop foi “muito produtivo e com o objectivo alcançado”.

Conforme avançou o edil, o projecto seleccionado prevê actividades em duas áreas macros, nomeadamente, na fileira da pesca e na área da pecuária em que foram identificadas as actividades específicas a serem sugeridas para o financiamento do Fundo.

Francisco Tavares apontou as intervenções para finalizar o edifício da cooperativa de pescas de Lomba Tantum, o equipamento do mercado de peixe de Nova Sintra e as obras necessárias para a remodelação de mais duas unidades de transformação de pescado, uma em Furna e outra em Fajã d´Água, coo as áreas de intervenção previstas no sector das pescas.

Para o sector da pecuária, o edil bravense apontou investimentos na mobilização da água, no confinamento dos animais, na melhoria das raças e melhorias na unidade de produção de ração e de queijo.

A elaboração da nota conceptual para ser submetido à comissão nacional de avaliação das propostas para financiamento com este fundo encontra-se na recta final, segundo o autarca.

Francisco Tavares realçou que são cerca de 16 mil contos a serem investidos directamente na luta contra o desemprego, a pobreza e para a geração de emprego.

“Teremos estas duas áreas com uma nova face e passam a ser encaradas de uma outra forma a partir do termo da implementação destes projectos”, afirmou o autarca, acentuando que o que vão submeter agora são partes de programas maiores que já constavam do Plano Estratégico Municipal do Desenvolvimento Sustentável da Brava e que há outros parceiros a financiar em outras partes.

No final do programa, a mesma fonte salientou que terá o sector das pescas com um novo patamar, especificamente da localidade de Lomba Tantum e também a questão da criação dos animais e da transformação dos produtos, como a carne e a produção de queijo, reactivados e de uma certa forma “mais industrializados” e criando rendimentos para as famílias.

O Fundo de Descentralização disponibilizará um total de 2,8 milhões de euros para financiar projectos a associações e câmaras municipais, 2,3 milhões de euros divididos para todos os 22 municípios do País.

De acordo com o Governo, o programa procura financiar projectos identificados e priorizados, conjuntamente pelas câmaras e pelas associações locais, e que se encontram nos Planos Estratégicos Municipais de Desenvolvimento Sustentável (PEMDS) já aprovados.

Os projectos terão uma duração de 12 a 18 meses e um prazo de implementação até 31 de Julho de 2022.

MC/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos