Brava: Melhores alunos da ESET inspiram-se nos pais e nos sonhos para se motivarem e atingir os objectivos

Nova Sintra, 15 Fev (Inforpress) – Os dois melhores alunos do primeiro trimestre do Complexo Educativo de Nova Sintra, pertencentes à Escola Secundária Eugénio Tavares (ESET), espelham-se nos pais e na vontade de realizar os sonhos do futuro para poderem “destacar” sempre.

Alia Correia, estudante do 9º ano, a melhor aluna do Ensino Secundário, com uma média de 19,6 valores, é natural do concelho de Santa Catarina, ilha de Santiago, mas veio para a Brava desde o ano passado, onde estudou o 8º ano de escolaridade.

Segundo ela, desde o primeiro ano se esforçou para ser uma “óptima” aluna e garante que a cada ano o sistema exige mais da sua pessoa, apontando a organização e o foco como a “chave” para o sucesso de tudo.

Conforme contou, não é nenhum “nerd” e nem passa o seu tempo todo a estudar.

“O segredo é organizar. Ter os estudos como prioridade e tentar reforçar sempre as matérias que os professores nos dão na escola”, disse a aluna, acrescentando que além da escola, ela faz os seus afazeres caseiros, dedica algum tempo à música, que é a sua paixão, se diverte com os colegas, mas em primeiro lugar encontram-se os estudos.

Quando fala de estudar, Alia Correia explica que não se limita somente aos apontamentos que são explicados na escola, mas que recorre ao yotube para pesquisar mais dados ou mais informações sobre um determinado tema.

Questionada sobre o que lhe motiva, ela disse, com brilho nos olhos, ser os seus pais primeiramente e o sonho de ser uma nutricionista de “qualidade e domínio” no futuro.

“Os meus pais sempre foram o meu melhor exemplo. Mas também estudo por mim, porque quero ser uma nutricionista no futuro, que não tenha somente conhecimentos teóricos, mas capaz de colocá-los em prática e numa linguagem que os pacientes entendam, além de querer ter as minhas próprias coisas, fruto do meu labor”, indicou a estudante.

Sobre as dificuldades que a mesma tem encontrado no meio estudantil, a nível de material ou mesmo livros para pesquisa entre outros, a mesma revelou que até então não teve nenhuma dificuldade, porque quando precisa pesquisa e se não encontrar o pretendido, pede apoio aos professores.

Igualmente, Giovany Baptista é o melhor aluno do Ensino Básico Obrigatório, estudante do 7º ano, com uma média de 18,85.

Este aluno revelou que sempre quer dar algum orgulho aos pais e pensa que ser um bom aluno e destacar-se seria o “melhor de todos”.

Pois, conforme acentuou, para ser um aluno do quadro de excelência não bastam somente boas notas, mas também ser um aluno bem comportado.

E para os alunos que muitas vezes tentam desistir ou não importam muito em estudar, tanto a Alia como o Geovany pedem-lhes que tenham foco no que querem e que não tenham receio em pedir apoios para entender uma certa matéria ou mesmo de algum material escolar que os pais não conseguem comprar.

“É preciso ser empenhado, dedicado e sem timidez, quando o assunto é pedir apoios para melhorar na escola”, concluíram, realçando que o objectivo é continuar com o mesmo ritmo e melhorar a cada dia.

MC/JMV

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos