Brava: Francisco Tavares convicto que o novo Centro de Saúde na ilha será uma realidade

Nova Sintra, 20 Set (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal da Brava, Francisco Tavares, disse hoje em Nova Sintra, Brava, que está convicto que o novo Centro de Saúde na ilha será uma realidade tendo em conta os compromissos do Governo.

Essas declarações foram feitas publicamente após a inauguração da estrada cidade de Nova Sintra/ vila de Nossa Senhora do Monte e da obra de Requalificação do Centro Histórico de Nova Sintra, realizada hoje pelo primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva.

No seu discurso, o autarca considerou que a Brava está vivenciando um “momento particular de satisfação” ao ver que o Governo de Cabo Verde “se compromete e cumpre”.

Francisco Tavares falava das duas obras inauguradas hoje, mas também de outras que já tinham sido inauguradas anteriormente, exemplificando com a Casa-Museu Eugénio Tavares, entre outras.

Neste sentido, evidenciou que isto é um “alento e uma certeza” de que a construção de um novo Centro de Saúde na Brava será uma realidade, pois “este Governo promete e cumpre”.

Nesta mesma senda, avançou que tudo o que a Câmara Municipal da Brava tem concretizado só foi possível porque este Governo traçou desde 2016 a parceria com as câmaras municipais como “uma forma mais eficaz de levar a felicidade às pessoas e de fazer concretizar os projectos que realmente as populações de toda a ilha sonhavam”.

“Este Governo está a cumprir e a resolver um dos problemas estruturais da ilha e por isso está em obras a construção da estrada para a instalação da dessalinizadora que permitirá resolver definitivamente o problema da quantidade e da qualidade da água na Brava”, indicou o autarca, confiante de que outros problemas da ilha serão resolvidos, nomeadamente transporte e saúde.

Quanto à questão dos transportes, sublinhou que muitas vezes a percepção que se tem é que as coisas não melhoraram, mas justificou que os dados, os números, as viagens para a Brava mostram o contrário, destacando que melhoraram sim, embora ainda não estejam totalmente satisfeitos.

Entretanto, diz acreditar que o primeiro-ministro “tudo fará” para que este outro problema estrutural passe para história, seguro de que “este Governo continuará a ver a Brava e a cumprir com a resolução dos problemas estruturantes da ilha para que até o final deste mandato a Brava esteja num outro patamar de desenvolvimento”.

Estas duas obras, conforme anunciou o autarca, rondam os 300 mil contos de investimento.

MC/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos