Brava: Encerramento de duas acções de capacitação marca o “virar da página” da formação profissional na ilha

Nova Sintra, 13 Jul (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal da Brava, Francisco Tavares, considera o encerramento da acção de capacitação em Atendimento e na Cozinha como sendo o “virar da página” da formação profissional na ilha.

Segundo o autarca, no acto do encerramento realizado este domingo, estas duas acções de capacitações é o “início de passos firmes” para a preparação da Brava enquanto destino turístico.

Para este processo e para que estas formações tornassem realidade, sublinhou que foi muito tempo de negociação, envolvendo diversas instituições, visto que a grande dificuldade na capacitação profissional tem sido a deslocação para outras ilhas que acarreta “custos muito elevados”.

“A conclusão destes dois cursos e com o outro de Nível I na área de Cozinha a beira da conclusão, demonstra-se que é possível a realização de formações profissionais na ilha com a qualidade desejada e a certificação necessária”, considerou o edil.

Francisco Tavares defendeu que “são passos firmes” que têm de ser dadas para “driblar” a questão da capacitação dos jovens e futuramente a questão do emprego.

De gora em diante, a mesma fonte realçou que as formações profissionais para ilha serão ministradas aqui mesmo e somente em formações muito técnicas que exigem laboratórios não existentes na ilha serão realizadas em outras ilhas.

Já o director do Centro do Emprego e Formação Profissional da região Fogo e Brava, António Cardoso, demonstrou primeiramente a sua “satisfação e regozijo”, realçando que o” balanço é extremamente positivo”.

Conforme explicou, no início houve vários percalços, onde muitos não acreditavam que seria possível iniciar e finalizar uma acção de capacitação na ilha.

“Estamos a terminar duas acções de capacitação com quase 100 por cento (%) dos iniciantes, onde praticamente não houve desistência”, disse o responsável.

O encerramento destas duas acções, segundo o director, foi um “culminar” de diversas parcerias, onde o Fundo do Turismo financiou estas formações em mais de quatro mil contos, mas também destacou o envolvimento além do Centro do Emprego, o apoio que tiveram das entidades locais.

“Houve participação e envolvimento da câmara municipal, delegação do Ministério da Educação, de várias instituições, operadores económicos e a população em geral”, elencou António Cardoso, sublinhando que hoje, o resultado de todo este envolvimento foi apresentado com o encerramento das formações.

Em meados de Agosto, haverá o encerramento de mais uma formação de qualificação de nível e para as formações finalizadas, avançou que os formandos terão oito meses para fazerem estágios profissionais com rendimentos via Programa de Estágio Profissional.

Para os formandos esta foi uma oportunidade que abraçaram mesmo com as dificuldades e que agora estão a ver os resultados.

No curso de Práticas e Técnicas de Atendimento ao Público para Clientes e Utentes formaram-se 18 alunos e na acção de capacitação em Cozinha e Pastelaria foram 25 alunos.

MC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos