Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Brava: Dia do Município comemorado somente com missa solene em honra ao santo padroeiro (c/áudio)

Nova Sintra, 23 Jun (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal da Brava, Francisco Tavares, avançou hoje que a festa do Dia do Município vai ser comemorada somente com a missa solene em honra ao santo padroeiro, São João Baptista.

Em declarações à imprensa, o autarca realçou que devido à situação pandémica que se vive em todo o mundo e o aumento de casos na ilha, este é o segundo ano que não vão ser realizadas actividades para marcar o Dia do Município e do santo padroeiro, ambos festejados a 24 de Junho.

Sendo assim, Francisco Tavares sublinhou que “neste momento, o que mais interessa é a saúde” e que é necessário todos contribuírem para ultrapassar esta situação pandémica e este período de aumento de casos na Brava.

“Sem dúvida, este é o nosso segundo ano dentro deste período pandémico em que a Câmara Municipal optou por não realizar nenhuma actividade de comemoração do Dia do Município, isso porque, as actividades aglomeram muitas pessoas”, disse o edil.

Considerou a situação como sendo “triste” por não ver as actividades que os munícipes já estavam habituados a promover, onde destacou a miss Brava, actividades desportivas de diversas modalidades, corrida de botes, espectáculos musicais, barraca, entre outros, não estão a ser realizado.

Também, salientou que foi suprimido o almoço tradicional por causa da aglomeração, assim como o embelezamento do Mastro e a actividade de dar o bote.

No entanto, informou que hoje, 23, será levada a bandeira para a igreja matriz, onde será feito às vésperas e que na quinta-feira, 24, por volta das 17:00, horário em que é de práxis dar o bote ao Mastro e fazer a passagem da Bandeira, vão voltar ao local no caso de surgir algum particular que queira tomar a Bandeira para festejar no próximo ano ter esta oportunidade.

Caso não, a autarquia volta a assumir o festejo da Bandeira e, no próximo ano, vão tentar fazê-lo para compensar os dois anos sem actividades lúdicas, culturais, desportivas e de diversão.

Entretanto, sublinhou que é necessário todos trabalharem para que no próximo ano esta situação esteja ultrapassada para que possam festejar mais um aniversário da ilha e do município, “com toda a dignidade que ela merece”.

MC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos