Brava: Delegado de saúde pede aos bravenses para aderirem ao processo de vacinação e ajudar no combate à covid-19

Nova Sintra, 18 Jun (Inforpress) – O delegado de saúde da Brava, Hélder Pires, pediu hoje a colaboração dos bravenses no combate à pandemia da covid-19, aderindo à campanha de vacinação e a usarem a própria consciência para se proteger.

Em declarações à Inforpress, Hélder Pires realçou que, assim como o ministro da Saúde anunciou, a vida tem de continuar e a melhor forma de dar um combate a essa pandemia é aderindo às campanhas de vacinação e cada um usar a sua consciência para se proteger.

Segundo o médico, neste momento a ilha conta com 42 casos activos, mas todos apresentaram sintomas leves e até então não teve nenhum internamento.

Quanto aos dados da vacinação, informou que com a primeira dose ronda os 95 por cento (%), com a segunda dose os dados giram à volta dos 70% e a terceira dose ainda nem chegou a 50%, anunciando que vão trabalhar no processo de sensibilização da população e passar a mensagem de que os adolescentes a partir dos 12 anos podem também ser vacinados.

Louvou as medidas tomadas pelo Governo para a questão da vacinação principalmente no que tange às viagens, salientando que são boas, e acredita que isto vai aumentar em breve os dados de vacinação, e da sua parte, anunciou que todas as visitas e cartões de sanidade que está a realizar exige sempre as três doses de vacina, ressaltando que é o mínimo que se pode exigir às pessoas que trabalham com o público.

Neste momento estão a decorrer as actividades alusivas às festas da bandeira e o delegado diz estar consciente de que os casos vão aumentar, visto que é difícil controlar as pessoas, o uso de máscara já não é obrigatório, embora, sublinhou que tem notado pessoas que já começaram a usar a máscara e mesmo o álcool gel, demonstrando que há um pouco de senso ainda nas pessoas e a consciência de que precisam se proteger.

De acordo com os dados actualizados esta sexta-feira, o país contabiliza 739 casos activos, 56.615 casos recuperados, 402 óbitos, 43 óbitos por outras causas e nove transferidos, perfazendo um total de 57.808 casos positivos acumulados.

MC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos