Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Brava: Coordenador do núcleo gestor da rede diz que 2020 vai ser um ano de reforço e consolidação a nível local

Nova Sintra, 15 Jan (Inforpress) – O coordenador do núcleo gestor da rede emprego e empregabilidade na Brava, Mário Soares, garantiu hoje que em 2020 a rede pretende reforçar a sua consolidação na ilha.

Mário Soares fez estas declarações à Inforpress, em modo de balanço da 7ª missão da rede, adiantado que os objectivos traçados foram cumpridos.

Nesta missão, explicou a fonte, foi discutido e elaborado o plano de acção para 2020, com o principal objectivo de sensibilizar as entidades locais sobre as problemáticas de promoção do emprego e empregabilidade de forma articulada e com impacto nos beneficiários, com vista a criação de redes locais de promoção do emprego e empregabilidade.

Dentro do plano, prosseguiu, estão agendadas acções de capacitações para os membros da rede, como formação em técnicas para conseguir financiamento e gestão por resultados.

A nível de disseminação de informação sobre as oportunidades de financiamento e o conhecimento dos mecanismos de inserção laboral, o responsável adiantou que a rede pretende fazer a identificação, selecção, organização e seguimento de cinco projectos micro empresariais para a Medida III do Fundo de Promoção Emprego e Formação (FPEF) e um workshop sobre os mecanismos de inserção laboral e equidade de género.

Ainda para este ano, está agendada uma Feira da Rede, que será realizada em dois dias.

Para o público-alvo da rede, o coordenador informou que os equipamentos dos kits devem chegar à ilha ainda no final do mês de Fevereiro, mas antes disso vão fazer a localização de espaços na Furna, Fajã d´Água e Lomba Tantum para a instalação dos equipamentos de transformação do pescado.

Realçou ainda que a câmara municipal demonstrou “total abertura” em procurar soluções para que todas estas ideias e projectos sejam materializados nas três localidades.

O público-alvo da rede ainda vai beneficiar de acções de formações em gestão de pequenos negócios, gestão financeira de micro empresas e ainda o apoio de uma técnica do Instituto Nacional de Desenvolvimento das Pescas – INDP que, segundo avançou, está disponível, enquanto membro da rede, a dar assistência técnica aos jovens.

O coordenador lamentou também a ausência de alguns membros da rede e do núcleo gestor, mas explicou que isso deve-se ao facto do evento ter coincidido com a visita da ministra da Educação, Família e Inclusão Social, e a maioria dos membros da rede são professores.

Tendo em conta que o programa CV081 da cooperação Luxemburguesa finaliza no mês de Novembro, Mário Soares adiantou que a expectativa é que, após o término do programa, a rede consiga mobilizar outros parceiros, para caminhar com os seus “próprios pés”, como forma de consolidar os projectos que estão a ser implementados neste momento.

A rede local Emprego e Empregabilidade da ilha Brava foi oficializada pela Assembleia Municipal da ilha em Janeiro de 2019 e é apoiada pela Cooperação Luxemburguesa, através do Programa Emprego e Empregabilidade CVE/081.

MC/JMV

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos