Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Brava/Mau tempo: Responsável do sector municipal da Protecção Civil pede a todas as entidades que fiquem em estado de alerta

Nova Sintra, 01 Set (Inforpress) – O responsável pelo sector municipal da Protecção Civil e Bombeiros da ilha Brava, António Lopes, pediu às entidades da ilha para reverem o plano de contingência e estarem cientes, caso houver necessidade de intervenção em tempo de chuvas.

Em declarações à Inforpress, este responsável avançou que desde que a equipa da ilha recebeu o alerta de previsão de chuva para os dias 01, 02 e 03 de Setembro, reuniram-se com todos os membros para estipularem um plano de acção.

Daí, apontou que na madrugada desta terça-feira, desde às 2:00 da madrugada, período em que começou o mau tempo, a equipa encontra-se no terreno, apontando que até este momento a equipa encontra-se em estado de alerta, porque o vento está muito forte.

“Deparamos com algumas situações não críticas, mas o serviço da Protecção Civil teve que actuar, para desobstruir algumas vias e retirar algumas árvores que caíram”, indicou este responsável, realçando que apesar do mau tempo, ainda não depararam com nenhum caso preocupante ou alarmante.

Devido ao estado do tempo e às recomendações que têm sido feitas pelo Serviço Nacional da Protecção Civil (SNPC), António Lopes não só pede a colaboração da população, mas também pede o apoio de todas as entidades na ilha para manterem em estado de alerta.

“Peço também aos membros do serviço municipal da Protecção Civil e às outras entidades na ilha que revejam o Plano de Contingência porque estamos num momento complicado e todos devemos estar cientes da nossa responsabilidade, caso aconteça algo”, apelou a mesma fonte.

Além disso, realçou que todas as entidades da ilha receberam um e-mail do SNPC alertando-as para activarem os seus planos, relembrando que todas possuem uma responsabilidade perante os fenómenos naturais.

MC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos