Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Brava: Buscas para encontrar indivíduo desaparecido suspensas devido mau estado do mar

Nova Sintra, 17 Dez (Inforpress) – As autoridades suspenderam, no final na tarde desta segunda-feira, 16, as buscas para encontrar o indivíduo que desapareceu no mar, no passado sábado, e ainda não foram retomadas devido ao estado do mar.

Segundo informações avançadas à Inforpress pelo subchefe da esquadra policial da Brava, António Moreira, as buscas foram suspensas e, citando os mergulhadores, o mar terá arrastado o jovem para longe e a grande profundidade.

A mesma fonte informou que na segunda-feira procuraram por todas as baías até a “ponta nho Martinho”, mas sem sucesso.

As buscas foram efectuadas por uma equipa policial, acompanhada de mergulhadores, mas não conseguiram recuperar o corpo e, no final da tarde, tiveram que regressar à terra devido às más condições do mar.

António Moreira informou que nos próximos dias não haverá condições para novas buscas, uma vez que foram informados e orientados pelo delegado marítimo sobre o estado do mar nesses dias.

O indivíduo de nome Paulino da Graça, de 41 anos, da localidade de Santa Bárbara, conforme informação policial, foi pescar acompanhado de um colega e foi surpreendido por uma onda.

A Inforpress contactou João Domingos da Graça, jovem de 17 anos que presenciou o sucedido e esclareceu que ele foi para o mar sozinho e Paulino ao chegar encontrou-o numa pedra, passou por ele e foi ficar numa outra pedra e logo de seguida uma onda veio e arrastou-o mas ele conseguiu aguentar nas pedras e subir.

“Quando vi o estado do mar alertei-o para sair de onde estava porque sei que ele não sabia nadar, mas disse-me que ficava porque era de vez em quando que o mar revoltava e caso acontecesse ele correria”, contou João.

Ainda chocado, o jovem contou que, minutos depois, uma onda veio e levou o Palo, como era conhecido na ilha, e lamenta não ter conseguido salvá-lo devido ao estado do mar na altura.

“Com o sucedido, subi para casa, avisei o meu pai que foi informar a sua família e logo alertamos as autoridades que se dirigiram ao local”, disse João lamentando não haver nenhuma novidade e as esperanças diminuem dia após dia.

O jovem realçou que ele sempre foi pescar nessa localidade e o Palo sempre o acompanhava, mas nesse dia, cada um foi por sua responsabilidade.

Este é mais um caso de desaparecimento que abalou a ilha tendo em conta que, no início do ano, houve o desaparecimento de dois irmãos no mar. O corpo de um deles foi encontrado e o outro continua desaparecido.

Estes dois irmãos estavam acompanhados do primo, que foi o único sobrevivente da tragédia.

MC

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos