Brava: Associação Biflores “focada” na conservação e preservação das espécies endémicas

Nova Sintra, 29 Out (Inforpress) – A associação Biflores, cuja uma das missões é trabalhar para a conservação da biodiversidade, tem em curso alguns projectos, que visam a conservação e a preservação das plantas e árvores endémicas existentes na ilha.

Segundo Haleigh Jorgeson, nova líder do projecto terrestre, as plantas endémicas da ilha são “muito prejudicadas” devido à erosão, à desertificação e à seca.

Já, com a queda das chuvas este ano, esta responsável avançou que algumas destas espécies que tinham desaparecido ou que se encontravam em mau estado devido aos motivos já apontados, começaram a renascer, ou a renovar.

Daí, explicou que o objetivo do projecto é conservá-las, pois, considerou-as como sendo “muito importantes”, visto que, algumas existem somente em Cabo Verde e outras, até são espécies endémicas da Brava.

Além das plantas endémicas anunciou que há um projecto de conservação e protecção das árvores terrestres na ilha, nomeadamente o marmulano, tamareira e o dragoeiro.

A ideia para este projecto é “arranjar fronteiras” para protecção destas espécies, de forma a evitar que os animais cheguem perto quando estão no pastoreio livre.

Não obstante a parte terrestre, a associação possui um projecto marinho, que visa a protecção e conservação dos tubarões.

“Os pescadores principalmente, capturam e comercializam os tubarões sem saberem da sua importância no meio marinho. Não possuem a noção do valor que realmente possuem”, disse Haleigh Jorgeson, avançando que neste projecto vão trabalhar directamente com esta classe.

Mas, evidenciou que em todos os projectos pretendem envolver toda a sociedade bravense, com o intuito de “passar informações sobre o ambiente, a sua importância para que as pessoas possam ajudar a própria ilha na questão da preservação do ambiente”.

“Brava é uma ilha muito linda, e que possui uma biodiversidade incrível e no futuro, caso desenvolver um turismo terá muito mais valor com projectos ligados ao meio ambiente”, finalizou a responsável do projecto terrestre.

A Biflores é uma associação de conservação da biodiversidade, sediada na ilha da Brava, e tem como finalidade a protecção e conservação dos ecossistemas marinhos e terrestres, da sua biodiversidade e dos recursos naturais, bem como fomentar o envolvimento e o desenvolvimento sustentável da comunidade na ilha.

MC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos