Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Boxe: Selecção júnior “promete dignificar o país” no Campeonato Africano em Marrocos

Cidade da Praia, 04 Mai (Inforpress) – A Federação Cabo-verdiana de Boxe considera que a selecção nacional está preparada para dignificar o País no Campeonato Africano da Juventude, que se realiza de 05 a 13 do corrente em Marrocos, sendo qualificativo para os Jogos Olímpicos da Juventude.

Em conferência de imprensa hoje, na Cidade da Praia (pavilhão desportivo Vává Duarte), o presidente da Federação Cabo-verdiana de Boxe, considerou “histórica” esta participação da equipa nacional sub-18, nos campeonatos internacionais, indicando que Cabo Verde já está num nível competitivo com tradições em vitórias, pelo que a selecção vai “imbuída” desse espírito aos jogos de Marrocos.

Flávio Furtado afirma que os atletas Márcio Monteiro (49kg), Joel da Costa (60kg) e Cleiton Pina (64kg) preparam-se durante dois meses, de forma intensiva, com o técnico nacional do escalão júnior, Adilson Varela, e que estão dotados de experiência necessária que lhes permita partir para a internacionalização nesta competição de Morrocos e em busca de novos ritmos competitivos.

Conforme explicou, esta competição que é organizada pela Confederação Africana de Boxe e o Comité Olímpico Internacional, se enquadra na agenda da Federação Internacional de Boxe Amador (AIBA) por ser qualificativa para próximos Jogos da Juventude de Buenos Aires, em Argentina.

Furtado, indicou ainda, que os atletas foram seleccionados a partir de competições internas, com base nos campeonatos regionais, já que não foi disputado qualquer campeonato nacional nesta categoria, pelo que as escolhas recaíram num atleta do Centro Cabo-verdiano de Boxe e dois em representação do Liceu Domingos Ramos.

O seleccionador desta categoria, Adilson Varela, mostra-se confiante na prestação dos seus atletas, alegando que foram submetidos a um trabalho com base num estúdio prévio do boxe praticado por alguns dos países que estarão nesta montra, posição partilhada pelos atletas que se mostram “determinados e orgulhos em defender bem a bandeira cabo-verdiana”.

A prova, segundo Flávio Furtado, vai contar com o concurso de aproximadamente 16 países africanos, com destaque para os “colossos do continente”, entre eles Tunísia, Argélia, Egipto e a própria selecção marroquina.

A caravana desportiva cabo-verdiana parte esta noite para Casablanca, Marrocos.

SR/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos