Boa Vista: Walter Évora pede ao Governo que não transfira ginecologista para ilha do Sal (c/áudio)

Sal Rei, 13 Jan (Inforpress) – O eleito nacional do PAICV pelo círculo da Boa Vista pediu hoje que o Governo não avance com a transferência da médica ginecologista que se encontra na ilha da Boa Vista para o hospital do Sal.

Em declarações à comunicação social, Walter Évora afirmou que em contactos com a delegada de Saúde da Boa Vista, Lialiane Hungria, e por telefone com o ministro de Saúde, Arlindo Rosário, confirmou que o Governo pretende transferir a médica ginecologista para a estrutura hospitalar da ilha do Sal.

Conforme avançou o deputado nacional, as autoridades da Saúde justificam a medida com a necessidade da médica ir aguentar um período de férias e para também realizar operações.

Entretanto, Walter Évora entende que “não se pode deixar a ilha da Boa Vista descoberta por um longo período de tempo, sem um profissional desta especialidade”.

“As pessoas na ilha da Boa Vista encontram-se numa situação de grande fragilidade e não podem recorrer às clínicas privadas para realizar consultas de especialidade de ginecologia”, defendeu o deputado, que reitera o pedido para que o Governo recue na decisão de transferir a médica para o hospital da ilha do Sal.

A resolução definitiva do problema do equipamento de RX da estrutura da saúde pública da ilha da Boa Vista é outra solicitação que o deputado Walter Évora fez ao Governo.

“É inadmissível que numa ilha como a Boa Vista não seja possível fazer um exame de RX na delegacia de Saúde. E esta situação já se arrasta há já um longo tempo, um longo período”, considerou, pedido ao Governo que resolva também esta situação.

VD/JMV

Inforpress

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos