Boa Vista: Tribunal condena “bando” a pena de prisão de 12 e 16 anos por assalto ao Banco Cabo-verdiano de Negócios

Cidade da Praia, 30 Out (Inforpress) – O Tribunal da Boa Vista condenou hoje a penas de prisão os quatro arguidos de “um bando” acusado de assaltar o Banco Cabo-verdiano de Negócios naquela ilha, em Dezembro de 2017.

Os arguidos foram condenados a 12 e 16 anos prisão, no caso que ficou conhecido como “A Missão”.

Segundo fontes da Infopress, Fredson da Cruz foi condenado a 16 anos de prisão, por ter cometido o crime de roubo com violência contra pessoas agravado, crime de furto qualificado, um crime de roubo com violência sobre coisa agravada, furto de veículo, crime de disparo de arma de fogo, dois crimes de armas (branca e de fogo), uso não autorizado de veículo e ainda crime de danos e crime de tráfico de menor gravidade.

Os restantes envolvidos neste assalto, ocorrido no dia 29 de Dezembro de 2017, Adilson Rocha (Ady), Evinir de Pina (Player) e Flávio Rocha (agente da Polícia Nacional), foram condenados a 12 anos de prisão, por terem cometido os mesmos crimes, excepto o da prática de crime de tráfico de menor gravidade.

De acordo com a acusação do Ministério Público, os quatro indivíduos premeditaram cada detalhe do assalto que resultou em mais de mil contos em escudos cabo-verdianos e cerca de 350 mil euros, além de vários documentos, cartão de banco e outros objectos.

Os meliantes fugiram do local numa viatura roubada ao pessoal da Operação Cadastro Predial, um dia antes do assalto, sendo que antes disparam tiros pelo ar com uma arma de fogo AKM.

AM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos