Boa Vista: Técnico de Federação Portuguesa de Atletismo partilha conteúdos de técnicas de corrida de velocidade aos atletas

Sal Rei, 31 Ago (Inforpress) – Um técnico da Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) encontra-se na Boa Vista para a partilha de conteúdos de modelo técnico de corrida, soluções práticas no terreno, intervenção técnico-pedagógico de treinador e projectos de trabalho com público infanto-juvenil.  

Em declarações à Inforpress o director de juventude e desporto da Câmara Municipal da Boa Vista (CMBV), Elton Lopes, disse que esta oportunidade surgiu com a presença do treinador Daniel Leandro, técnico da Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) que esteve na cidade da Praia para ministrar uma formação em que, Eder Morais, um dos participantes fez a ponte deste contacto para que fosse possível a deslocação do técnico até à ilha da Boa Vista. 

“O formador está connosco durante dois dias com a sua boa vontade para partilhar os conhecimentos aos quinze atletas do atletismo e de outras áreas desportivas de ambos os sexos que se inscreveram”, disse, referindo ainda a motivação que esta formação trouxe aos atletas profissionais tendo em contra o campeonato de atletismo que se avizinha.  

Apesar do pouco tempo conseguido para a formação, o director certificou dos ganhos conseguidos de ambas as partes algo que, segundo disse, pode-se conferir através dos atletas e da sinergia alcançada durante formação. 

Durante a formação foram leccionados conteúdos teóricos sobre o atletismo para crianças, mas Eldon Brito lamentou a impossibilidade para colocar em pratica as matérias, como inicialmente previsto, tendo em conta ao escasso tempo de estadia do formador, mas acredita que haverá outras oportunidades quando se estiver a trabalhar esta modalidade com crianças.  

O director de juventude e desporto espera também continuidade no contacto com o formador para outras futuras formações e parcerias.  

Para o formador, que é treinador de Federação Portuguesa de Atletismo (FPA), Daniel Leandro, a formação foi um desafio tendo em conta o tempo que teve para falar de duas áreas do atletismo completamente distintas, mas que se cruzam dentro da modalidade.  

O técnico referiu que deixou algumas ferramentas do ponto de vista daquilo que são projectos que possam ser trabalhadas a nível do público infanto-juvenil e outros conteúdos que podem ser trabalhadas do ponto de vista do atletismo em particular, intercalando-as com o meio escolar e outras modalidades desportivas.  

“Para o principal público de atletismo aqui na ilha que são os atletas de velocidade foi-lhes passados conteúdos relacionados com a parte teórica do ponto de vista do modelo técnico da corrida de velocidade, como soluções práticas no terreno e a intervenção técnico-pedagógico que o treinador pode e deve ter junto de atletas deste nível que, por sinal, são alguns dos melhores atletas do país”, informou.  

O treinador da Federação Portuguesa de Atletismo (FPA), Daniel Leandro também acredita na possibilidade serem realizadas mais formações, pois acredita que quando se está na mesma direcção de objectivos com vontades comuns, interesse, motivação e disponibilidade as coisas acontecem.  

Por isso avançou que terá todo o gosto em fazer mais colaborações do género, entre algum outro tipo de apoio que poderá dar a nível virtual do ponto de vista dos projectos que possam ser implementados, como para apoio aos atletas.  

O atleta Geovanni Lima, que deu início a caminha no atletismo há oito anos, considerou que a formação trouxe-lhe motivação e servirá de treino de preparação para representar a ilha da Boa Vista no campeonato nacional de atletismo.  

VD/HF

Inforpress/Fim  

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos